Você está no

BLOG DO ICOR

aviso-aos-pacientes.png
09/jul/2020

Em conformidade com o Decreto Estadual que considera Clínicas de Saúde como serviços privados essenciais à comunidade, o Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR) segue o tendimento em HORÁRIO DIFERENCIADO.

Clínicas da Pinheiro Machado 2380 e da Policlínica Wilson Aita:

➡️SEGUNDA A SEXTA: 8:00 às 12:00 e das 13:30 às 18:00
➡️SÁBADO: 8:00 às 12:00

O Laboratório de Cardiologia e Hemodinâmica do ICOR, segue com seu horário de atendimento:

➡️SEGUNDA A SEXTA: 7:30 às 17 :00

Estamos seguindo, rigorosamente, as orientações dos Órgãos Públicos de Saúde. Colocamos tapetes sanitizantes na entrada das Clínicas e reforçamos a higienização e assepsia das superfícies passíveis à contaminação, como torneiras, maçanetas, bebedouros, macas e poltronas da sala de espera. Os consultórios e lavabos são desinfetados a cada troca de paciente. ⠀⠀

 Disponibilizamos álcool gel 70 % em todos os ambientes das clínicas para o uso de funcionários e pacientes. Solicitamos que todos usem na chegada, saída e quando necessário durante a espera.

 Lembrando que é OBRIGATÓRIO o uso de máscara.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
 Para não haver aglomeração de pessoas na recepção, solicitamos que traga acompanhante somente em caso de extrema necessidade.

 Não marque exames caso você apresente algum quadro gripal.

Para dúvidas e mais informações estaremos disponíveis nos telefones abaixo, em horário comercial atual. ⠀⠀
⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📌 Cardio Centro ICOR
📞 (55) 3217-1919
📞 (55) 3222-1333
📞 (55) 9 9181 4204
📞 (55) 9 9181 4196
⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📌 Laboratório de Cardiologia e Hemodinâmica ICOR
📞 (55) 3222-9888

Contamos com a ajuda e compreensão de todos para mantermos as medidas de prevenção e não deixar que o vírus se espalhe ainda mais.

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


CAPA.png
09/jul/2020

Pacientes cardíacos têm deixado de procurar atendimento por medo da Covid-19

O medo de contrair o novo coronavírus tem feito com que muitas pessoas com doenças cardíacas deixem de procurar atendimento médico, por serem considerados grupo de risco para a doença.

De acordo com o último levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, teve uma queda de 50% dos atendimentos às vítimas de infarto, se comparado ao ano de 2019.

Os especialistas reforçam as recomendações dos Órgãos Públicos de Saúde de isolamento social, mas alertam as pessoas com doenças crônicas que mesmo em confinamento não abandonem o tratamento, como:

  • diabetes
  • cardíacas
  • pulmonares

Segundo os médicos, a interrupção no tratamento pode agravar mais a doenças já existente. As doenças cardiovasculares são responsáveis por 30% das mortes no Brasil. A diabetes, o AVC, os diversos tipos de câncer , assim como as doenças pulmonares não podem ter seu tratamento interrompido.

Além da mortalidade da própria doença elas são fatores de risco para o aumento da mortalidade na infecção pelo COVID-19

Confira o conteúdo na íntegra nesse link. 

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.

 

 

 

 


Music-Store-Etsy-Banner-3.png
09/jul/2020

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os sinais e sintomas da COVID-19 são divididos em 2 grupos:

Sintomas mais incidentes: 

  • febre (pode estar ausente),
  • fadiga, tosse (seca ou produtiva),
  • anorexia, mialgia,
  • astenia,
  • dor de garganta,
  • congestão nasal,
  • cefaleia,
  • dispneia.

Sintomas menos incidentes: 

  • diarreia,
  • náuseas,
  • vômitos,
  • rinorreia.
  • Os idosos ou imunodeprimidos podem apresentar sintomas atípicos por não apresentarem sinais de desidratação, febre ou dificuldade para respirar.

CARACTERÍSTICA DA COVID-19

O sistema respiratório é o principal sistema acometido.

A preferência viral às vias aéreas inferiores e a quantidade de ECA2 nesta região facilitam a propagação viral e sua transmissão. A pneumonia é o principal acometimento, com sintomas que direcionam o diagnóstico diante da epidemia, embora não sejam patognomônicos, manifestando-se e demonstrando severidade quando associado à falta de ar e febre, os grandes sinais de alerta para a procura de um atendimento médico de emergência.

SISTEMA CARDIOVASCULAR

Ainda não há estudo conclusivo sobre a relação do COVID-19 com injúria cardiovascular. Porém, estudos transversais chineses constataram que Miocardite fulminante foi uma das causas de morte, antes mesmo de surgimento da SARS. 

TRATAMENTO SINTOMÁTICO 

Casos leves da doença devem ser tratados em casa, em isolamento domiciliar por 14 dias a partir do início dos sintomas, com uso de drogas sintomáticas como antitérmicos e analgésicos.

PROGNÓSTICO

O prognóstico é individualizado de acordo com as características do paciente acometido, sendo representada por:

  • Idade > 65 anos;
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma, pneumopatias estruturais;
  • Doença cerebrovascular;
  • Cardiopatias, incluindo hipertensão arterial severa;
  • Diabetes insulino-dependente;
  • Insuficiência renal;
  • Pacientes imunossuprimidos;
  • Gestante.

O paciente que apresentar uma dessas características acima, é considerado grupo de risco, ou seja, mais sujeito a complicações ou até a letalidade relacionado ao vírus.

Confira o conteúdo completo no link: www.coronavirus.cardiol.online

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.

 

 

 


AVISO-AOS.png
09/jul/2020

PARA A SEGURANÇA DOS NOSSOS PACIENTES, FUNCIONÁRIOS E MÉDICOS:

 Informamos que é OBRIGATÓRIO o uso de máscaras de proteção durante o atendimento (caseiras ou descartáveis).

Aumentamos o acesso ao ÁLCOOL EM GEL na recepção das clínicas e solicitamos que TODOS utilizem na chegada, saída e quando necessário durante a espera.

Adicionamos fitas de marcação no chão para organizar o posicionamento dos pacientes.

Aumentamos o distanciamento entre as cadeiras e sinalizamos as que não podem ser usadas

Instalamos uma proteção de vidro nos balcões de atendimento.

 Distribuímos cartazes com orientações de higiene.

 Solicitamos que traga acompanhante somente em caso de extrema necessidade.

 Não marque exames caso você apresente algum quadro gripal.

Contamos com a compreensão de todos!

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.

 


PGN-ALCOOL-GEL.jpg
09/jul/2020

A fim de proteger os pacientes, funcionários e médicos em meio a pandemia do Coronavírus (COVID-19), solicitamos as seguintes recomendações:

Higienize as mãos com ÁLCOOL EM GEL 70%

Cubra a boca e o nariz com máscara (Caseira ou cirúrgica)

 

 

 

 

 

 

 

Respeite o distanciamento entre as cadeiras

 

 

Conforme Decreto Executivo no 69 da Prefeitura Municipal de
Santa Maria.

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.

 


CORONA.png
09/jul/2020

Os sintomas mais comuns do coronavírus são febre, cansaço e tosse seca. Algumas pessoas podem ter dores, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta ou diarreia. Esses sintomas, geralmente, são leves e começam de forma gradual.

Alguns pacientes infectados por coronavírus podem não apresentar sintomas. A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem tratamento especial. Aproximadamente 1 em cada 6 pessoas infectadas fica gravemente doente e desenvolve dificuldade para respirar.

Idosos e pessoas com problemas cardíacos, pressão alta ou diabetes têm maior probabilidade de desenvolver doenças graves.

Devem procurar atendimento médico pessoas com febre, tosse e dificuldade em respirar.

A transmissão do coronavírus ocorre entre pessoas. A doença pode se espalhar por meio de pequenas gotículas do nariz ou da boca. Essas gotículas podem ficar depositadas em objetos e superfícies ao redor da pessoa infectada. Outras pessoas podem se infectar tocando esses objetos ou superfícies e, depois, tocando nos seus olhos, nariz e boca.

Cuidados para evitar o risco de infecção por coronavírus

Como se trata de uma infecção que afeta o sistema respiratório, alguns cuidados com as vias aéreas são necessários. Ainda não existem vacina ou medicamento para prevenção ou tratamento da infecção, mas testes e estudos já estão sendo realizados em busca da cura.

As precauções de contágio são importantes para evitar a propagação de doenças infecciosas de qualquer etiologia, inclusive a desse novo vírus. 

Atente-se para os seguintes cuidados:

  • Evitar contato próximo com pessoas doentes e que tenham infecção respiratória aguda
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um antisséptico para as mãos à base de álcool em gel, principalmente, após contato direto com pessoas doentes e antes de se alimentar
  • Usar lenços descartáveis para higiene nasal (nada de lencinhos de pano!)
  • Cobrir nariz e boca sempre que for espirrar ou tossir com um lenço de papel e descartar no lixo
  • Higienizar as mãos sempre depois que tossir ou espirrar
  • Evitar tocar em olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas
  • Manter ambientes muito bem ventilados
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal como copos, garrafas e talheres
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência
  • Evitar contato com animais selvagens ou doentes

Esses são hábitos diários que podem ajudar a impedir a propagação de várias doenças, inclusive essa nova infecção por coronavírus.

 

Faça a sua parte e previna-se!
O Icor estará sempre disponível para o ajudar!

📌 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 105 – Policlínica Wilson Aita.
📞 (55) 3217-1919

📌 Rua Pinheiro Machado, 2380. Bloco A. Salas 203 e 204.
📞 (55) 3222-1333

📌 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222-9888

Ou fale conosco através dos nossos canais digitais:
📧 icor@icor.com.br

 

Fonte: Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.

 


CAPA.png
09/jul/2020

Problemas Cardíacos: cientistas estudam como Covid-19 afeta o coração.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), pessoas com doenças cardiovasculares, hipertensos e diabéticos são mais propensas a desenvolver complicações da Covid-19, causada pelo novo Coronavírus.

Um estudo publicado pela Revista Científica Americana, JAMA, acompanhou 416 pacientes que foram hospitalizados na Província de Wuhan, na China, o primeiro epicentro da pandemia. Os pacientes tinham de 21 a 95 anos e 19,7% deles (quase 1 em cada 5) apresentavam problemas cardíacos.

Segundo a pesquisa, a ação desse vírus piora problemas cardíacos já existentes e provoca uma inflamação no músculo cardíaco em pacientes sem nenhuma doença no coração.

O estudo classifica esse efeito como uma tempestade inflamatória, onde o vírus se liga as células do corpo humano por uma enzima chamada de Ac-2 muito comum no pulmão, por isso o COVID-19 provoca uma síndrome respiratória grave.

No entanto, essa enzima Ac-2 também está presente no coração, o que deixa o órgão mais enfraquecido e com dificuldade de bombear o sangue para todas as partes do corpo. Deste modo, os médicos recomendam que os cuidados devem ser redobrados em quem tem algum problema no coração.

 

PORTANTO CARDÍACOS E HIPERTENSOS

Pessoas que têm problema no coração e na pressão passam a sofrer mais porque o vírus age especialmente no coração deixando ele mais enfraquecido tendo dificuldade de bombear o sangue para todas as partes do corpo.

Esse grupo de risco deve ficar muito atento se tiver sinais de:

  • nariz entupido com dificuldade para respirar;
  • dor de garganta;
  • febre alta;
  • falta de ar;
  • desconforto para respirar ;
  • unhas e lábios roxos. 

OBS: Caso apresente esses sintomas deve procurar imediatamente um unidade de saúde próxima.

ATENÇÃO DIABÉTICOS

O paciente que tem diabetes possui uma alteração no seu sistema de defesa, o seu sistema imunológico, ele é mais lento para atacar e destruir algumas bactérias e vírus. O que facilita coronavírus causar uma infecção mais grave. 

MEDIDAS DE PREVENÇÃO DO COVID-19

Esses grupos devem se proteger evitando:

  • Circular em lugares públicos
  • Não receber visitas
  • Não dividir alimentos

É muito importante para que todos os pacientes que tenham pressão alta, diabetes controlem as suas doenças de base usando devidamente e corretamente as suas medicações. E evitem estar circulando em público. Fique em casa!

Veja os cuidados específicos que esses pacientes devem tomar:

Controlar as doenças cardiovasculares, que podem ser:

  • insuficiência cardíaca;
  • doença coronária;
  • infarto do miocárdio;
  • acidente vascular cerebral (AVC), entre outras.

Com acompanhamento médico e os remédios indicados, estar com as vacinas em dia. procurar ajuda médica imediatamente após o aparecimento dos primeiros sintomas de Covid-19

Principais medidas de prevenção ao novo Coronavírus:

☑ Lave bem as mãos água e sabonete por, pelo menos, 20 segundos, e utilize toalhas de papel para secá-las.

☑ Utilize álcool gel, tanto para higienizar as mãos, como demais objetos que forem tocados.

☑ Evite tocar nos olhos, nariz e boca caso as suas mãos não estiverem limpas;

☑ Evite contato próximo com pessoas doentes;

☑ Procure ficar em casa enquanto estiver gripado;

☑ Cubra a boca e o nariz ao tossir ou espirrar com um lenço descartável;

☑ Evite frequentar lugares com aglomerações e tente permanecer em casa o máximo que puder;

☑ Evite compartilhar chimarrão, copos e canecas.

É importante salientar que, caso você apresente sintomas como febre, coriza, tosse seca e falta de ar, procure uma unidade de saúde imediatamente.

Faça a sua parte e previna-se!
O Icor estará sempre disponível para ajudá-lo!

📌 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 105 – Policlínica Wilson Aita.
📞 (55) 3217-1919

📌 Rua Pinheiro Machado, 2380. Bloco A. Salas 203 e 204.
📞 (55) 3222-1333

📌 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222-9888

Ou fale conosco através dos nossos canais digitais:
📧 icor@icor.com.br
🌐 http://www.icor.com.br/

Fontes:

  • Organização Mundial da Saúde (OMS)
  • Agência Brasil

Music-Store-Etsy-Banner-4.png
09/jul/2020

Existe um tratamento disponível para o coronavírus?

Atualmente, não há tratamento antiviral específico para esse novo coronavírus. O tratamento é, portanto, o que significa administrar líquidos, remédios para reduzir a febre e, em casos graves, oxigênio suplementar. Pessoas que ficam gravemente doentes com o COVID-19 podem precisar de um respirador para ajudá-las a respirar. A infecção bacteriana pode complicar essa infecção viral. Os pacientes podem necessitar de antibióticos nos casos de pneumonia bacteriana, além do COVID-19. Os tratamentos antivirais usados para o HIV e outros compostos estão sendo investigados. 
Não há evidências de que suplementos, como vitamina C ou probióticos, ajudem a acelerar a recuperação.
Assim que os primeiros sintomas surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para obter um diagnóstico e iniciar o tratamento. Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência estadual para isolamento e tratamento. Os casos suspeitos leves que não necessitam de hospitalização, poderão ser acompanhados pela Atenção Primária, que instituem medidas de precaução domiciliar. Contudo, é necessário avaliar cada caso.
 

Loló e cocaína podem matar o coronavírus?

Não. Fake news recomendando o uso de drogas ilícitas e prejudiciais à saúde estão sendo enviadas via aplicativos de mensagens e redes sociais. Não existe qualquer comprovação científica sobre o uso de drogas como loló (mistura de éter e clorofórmio) ou cocaína no tratamento da doença. Pelo contrário: as drogas podem fragilizar ainda mais o sistema respiratório. Segundo o Ministério da Saúde, “até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus”.
 

Chá de erva-doce pode matar o coronavírus?

Não. Fake news com suposta orientação de médicos do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo e do Hospital São Domingos já foram desmentidas pelas instituições. Mensagens falsas que citavam o chá de erva-doce como cura para o vírus H1N1 em 2018 voltaram a circular após a confirmação de casos de coronavírus no Brasil. Não há nenhuma comprovação científica quanto ao seu uso como medicamento contra o H1N1 ou com o mesmo efeito do Tamiflu.
Segundo o Ministério da Saúde, “até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus”.
 

Prevenção

Como prevenir o coronavírus?

Ainda não existe uma vacina para prevenir a infecção por coronavírus. As orientações de prevenção são as mesmas de outras doenças de transmissão via respiratória.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes ou com sintomas de infecção respiratória aguda (tosse, coriza, febre)
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, por pelo menos 20 segundos, principalmente após ter contato direto com pessoas doentes e antes de se alimentar. Se não houver água e sabão, usar um antisséptico para as mãos à base de álcool em gel
  • Usar lenços descartáveis para higiene nasal (nada de lencinhos de pano!) e descartá-los logo após a utilização
  • Cobrir nariz e boca sempre que for espirrar ou tossir de preferência com um lenço de papel (e descartar no lixo) 
  • Na falta de lenço de papel, preferir usar o braço para cobrir nariz e boca. Evite cobrir com a mão, pois é mais comum encostar em outras pessoas ou objetos com ela 
  • Se usar as mãos para cobrir, lave-as sempre após tossir ou espirrar
  • Evitar tocar em olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas
  • Manter ambientes muito bem ventilados 
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como copos, garrafas e talheres
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies que sejam tocados com frequência
  • Evitar contato com animais selvagens ou doentes
  • Evitar cumprimentar pessoas com apertos de mão. Prefira um aceno acompanhado de um sorriso

 

 

Fonte: Via- Unimed Brasil, Ministério da Saúde, Hospital Albert Einstein, Hospital São Domingos, UOL Notícias

 
 
 

Faça a sua parte e previna-se!
O Icor estará sempre disponível para o ajudar!

📌 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 105 – Policlínica Wilson Aita.
📞 (55) 3217-1919

📌 Rua Pinheiro Machado, 2380. Bloco A. Salas 203 e 204.
📞 (55) 3222-1333

📌 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222-9888

Ou fale conosco através dos nossos canais digitais:
📧 icor@icor.com.br
🌐 http://www.icor.com.br/

 

 
 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


999.png
09/jul/2020

O que significa um caso suspeito de COVID-19?
O Ministério da Saúde classifica casos como suspeitos de COVID-19 em duas situações: 
 
Situação 1 – VIAJANTE: pessoa que apresente febre E pelo menos um dos sinais ou sintomas respiratórios (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia) E com histórico de viagem para país com transmissão sustentada OU área com transmissão local nos últimos 14 dias; 
 
OU 
 
Situação 2 – CONTATO PRÓXIMO: Pessoa que apresente febre OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia) E histórico de contato com caso suspeito ou confirmado para COVID-19, nos últimos 14 dias. 
 

O que significa um caso provável de COVID-19?

CONTATO DOMICILIAR: Pessoa que manteve contato domiciliar com caso confirmado por COVID-19 nos últimos 14 dias E que apresente febre OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia). 
Alerta-se que a febre pode não estar presente em alguns casos como, por exemplo, em pacientes jovens, idosos, imunossuprimidos ou que em algumas situações possam ter utilizado medicamento antitérmico. Nestas situações, a avaliação clínica deve ser levada em consideração e a decisão deve ser registrada na ficha de notificação.
 

Qual é o período de incubação do coronavírus?

Um período de incubação é o tempo entre ser infectado e o início dos sintomas da doença. As estimativas atuais sugerem que os sintomas do COVID-19 geralmente aparecem em cerca de cinco dias ou menos na maioria dos casos, mas o intervalo pode estar entre um e 14 dias.
 

Como é confirmado este novo coronavírus?

Conforme orientação do Ministério da Saúde, um teste especializado deve ser feito para confirmar que uma pessoa tem COVID-19. Este teste é realizado a partir da coleta de amostras de secreções respiratórias de pacientes classificados como casos suspeitos de COVID-19. As amostras são encaminhadas para os laboratórios centrais da Saúde Pública dos Estados (Lacen) para realização de exames de biologia molecular para detecção de RNA viral. 
 

Posso fazer exames preventivos?

Se não houver sintomas, não há necessidade do exame específico. 
 

Tive contato com alguém que viajou para algum dos países com casos. O que fazer?

Se nem você nem a pessoa apresentaram sintomas, não é preciso fazer exames específicos. O exame específico é chamado de PCR em tempo real para o coronavírus. Esse exame só é indicado para pacientes sintomáticos (febre e tosse) que retornaram de viagem internacional recente nos últimos 14 dias. 
 

Como diferenciar gripe comum de COVID-19?

Os sintomas são semelhantes, o que vai definir o caso como suspeito é o fato de o paciente ter viajado para áreas de transmissão local ou ter estado em contato com alguém que o fez.
 

O que as pessoas devem fazer se acham que têm coronavírus ou se um filho possa estar infectado? 

Se você tem um médico de referência ou pediatra, ligue primeiro para ele para obter aconselhamento adequado. Se você não tem um médico e está preocupado que você ou seu filho possam ter coronavírus, você poderá entrar em contato com o Disque Saúde 136 – do Ministério da Saúde e obter a orientação adequada para o seu caso. 
É recomendável que somente pessoas com sintomas mais intensos de doença respiratória procurem atendimento médico no pronto-socorro. Os sintomas graves são batimento cardíaco acelerado, pressão arterial baixa, temperaturas altas ou muito baixas, confusão mental, dificuldade em respirar, desidratação grave. Idealmente ligue antes para informar ao pronto-socorro que você está vindo para que eles possam estar preparados para sua chegada.

Fonte: Via- Unimed Brasil, Ministério da Saúde, Hospital Albert Einstein, Hospital São Domingos, UOL Notícias

Faça a sua parte e previna-se!
O Icor estará sempre disponível para o ajudar!

📌 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 105 – Policlínica Wilson Aita.
📞 (55) 3217-1919

📌 Rua Pinheiro Machado, 2380. Bloco A. Salas 203 e 204.
📞 (55) 3222-1333

📌 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222-9888

Ou fale conosco através dos nossos canais digitais:
📧 icor@icor.com.br

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


Music-Store-Etsy-Banner-3.png
09/jul/2020

Posso pegar o coronavírus comendo alimentos preparados por outras pessoas?

  • Estudos sobre a transmissão do COVID-19 ainda estão sendo feitos. Não está claro se isso é possível, mas, nesse caso, seria mais provável que fosse a exceção do que a regra.
  • Dito isto, COVID-19 e outros coronavírus foram detectados nas fezes de certos pacientes, portanto, atualmente não podemos descartar a possibilidade de transmissão ocasional de manipuladores de alimentos infectados.
  • O vírus provavelmente seria morto ao cozinhar os alimentos.

Devo usar uma máscara facial para proteger contra o coronavírus? Meus filhos deveriam?

  • É sempre importante seguir as recomendações de saúde pública. Atualmente, máscaras faciais não são recomendadas para o público em geral.
  • A máscara é fundamental apenas para quem está com sintomas (febre ou tosse) e para quem está em contato direto e cuidando dessas pessoas.
  • É provável que seu risco de pegar o vírus no Brasil ainda seja baixo, pois há poucas evidências de transmissão na comunidade neste momento.
  • Se você tiver sintomas respiratórios como tosse ou espirro, os especialistas recomendam o uso de uma máscara para proteger os outros.
  • Isso pode ajudar a conter gotículas que contenham qualquer tipo de vírus, incluindo a gripe, e proteger contatos próximos (qualquer pessoa a menos de um a um metro e meio da pessoa infectada).
  • A OMS recomenda o uso racional deste recurso para evitar desperdício e a falta deste insumo devido a utilização sem critérios.

Alguém que é imunocomprometido deve usar uma máscara?

  • Se você for imunocomprometido por causa de uma doença ou tratamento, converse com seu médico sobre a recomendação de uso de máscara. No momento, não faria sentido alguém imunocomprometido usar uma máscara quando em público para diminuir o risco de contrair COVID-19.
  • No entanto, se o seu médico o aconselhar a usar uma máscara em áreas públicas, porque você possui um sistema imunológico particularmente vulnerável, siga esse conselho.
  • Mas se não lhe foi recomendado utilizar máscara para proteção contra a gripe e vários outros vírus respiratórios, não faz sentido aconselhar o uso de uma máscara para proteger contra o COVID-19 no momento.

Devo evitar de viajar de avião?

  • Mantenha-se a par dos conselhos de viagem das agências reguladoras e entenda que esta é uma situação que muda rapidamente.
  • Neste momento, a maioria das viagens pelo mundo é irrestrita (as exceções incluem a China e agora a Coreia do Sul).
  • Obviamente, se alguém tiver febre e sintomas respiratórios, essa pessoa não deve voar, se possível, mas qualquer pessoa que tenha febre e sintomas respiratórios e voe de qualquer maneira deve usar uma máscara em um avião.

 

Existe uma vacina disponível para o coronavírus?

  • Nenhuma vacina está disponível até este momento, embora os cientistas estejam trabalhando em vacinas.
  • Em 2003, os cientistas tentaram desenvolver uma vacina para prevenir a SARS, mas a epidemia terminou antes que a vacina pudesse entrar em ensaios clínicos.

Fonte: Via- Unimed Brasil, Ministério da Saúde, Hospital Albert Einstein, Hospital São Domingos, UOL Notícias

Faça a sua parte e previna-se!
O Icor estará sempre disponível para o ajudar!

📌 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 105 – Policlínica Wilson Aita.
📞 (55) 3217-1919

📌 Rua Pinheiro Machado, 2380. Bloco A. Salas 203 e 204.
📞 (55) 3222-1333

📌 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222-9888

Ou fale conosco através dos nossos canais digitais:
📧 icor@icor.com.br

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


MARCA HORIZONTAL_ICOR.png 1

O Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR) é referência na área da saúde. Há mais de 20 anos cuida do coração da cidade e região oferecendo um atendimento ético, humanizado e de qualidade.

2018 ICOR. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Rede de Empreendedores.