Você está no

BLOG DO ICOR

ARBITRAJE1702-1-1200x630.jpg
15/ago/2018

Nesta página, os profissionais do ICOR e parceiros respondem perguntas e esclarecem dúvidas de pacientes. Confira abaixo:


Como é realizado o procedimento da reabilitação cardíaca e respiratória?

A reabilitação cardiorrespiratória, consiste na realização de um programa de exercícios físicos para prevenção e recuperação de problemas decorrentes de doenças cardíacas e/ou respiratórias.

Com o acompanhamento de um fisioterapeuta, pode-se realizar exercícios físicos em esteira ou bicicleta ergométrica, piscina, musculação e, até mesmo, caminhadas ao ar livre.

Sempre considerando as capacidades individuais de cada paciente.

Dr. Antônio Marcos Vargas da Silva
Fisioterapeuta e Doutor em Fisiologia

 


O que é sopro no coração?

O sopro é um ruído que o médico escuta no tórax do paciente com o estetoscópio, e que pode significar ou não um problema no coração (“sopro inocente”). O ruído ocorre pela passagem do fluxo de sangue nas veias e artérias ligadas ao coração e nas cavidades internas e válvulas intracardíacas.

É diagnosticado com o exame ecocardiograma colorido, onde se examinam todas as estruturas internas do órgão, vendo a cores, o fluxo do sangue e ouvindo os ruídos intracardíacos. Se nesse exame não forem constatadas alterações chamamos o sopro ouvido pelo médico como sopro inocente, ou se anormal, evidenciamos o problema que causa a doença (cardiopatia congênita, estreitamento ou insuficiência nas válvulas cardíacas, prolapso de válvula mitral…).

Se o exame ecocardiograma colorido for normal, o paciente não precisa fazer nenhum tratamento e levará uma vida normal, podendo praticar atividades físicas sem restrições.

Dr. Antonio Vicente Aita (CRM 6444)
Cardiologista e Ecocardiografista do Instituto do Coração – ICOR

 


Se o rótulo de um produto traz a informação de que o mesmo é sem colesterol, ou com baixo teor de colesterol, significa que o produto tem pouca gordura?

Produto sem colesterol não é a mesma coisa que produto sem gordura. Para entender isso é bom esclarecer que o colesterol é produzido apenas por animais e só existe em alimentos de origem animal como carne, queijo e ovo, etc.

Um exemplo clássico de gordura sem colesterol são os óleos vegetais (soja, girassol, canola). Alguns óleos vegetais, para chamar atenção do consumidor, colocam no rótulo “sem colesterol” , no entanto todos os óleos vegetais são sem colesterol.

A portaria 27- 1988 da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou que nos rótulos devem ter discriminados os valores nutricionais e o tipo de gorduras de cada produto. Um alimento para ser considerado como “baixo teor” de colesterol tem que ter no máximo 20 mg de colesterol, para cada 100 gramas ou 10 mg por 100 ml do alimento em questão.

 

Drª. Maristela Beck
Endocrinologista


Como aparecem as úlceras de perna? Qual o tratamento?

As lesões ulceradas de perna originam-se de diversas doenças, desde infecto-parasitarias menos comuns em nosso meio, englobando doenças auto-imunes e até mesmo câncer.

As úlceras mais frequentes estão relacionadas a insuficiência venosa crônica e síndrome pós-trombótica, que ocasionam sofrimento diário e perda importante de qualidade de vida.

O tratamento é direcionado ao tipo de doença que origina a lesão, sendo fundamentais o diagnóstico e manejo adequados visando a plena recuperação funcional e de qualidade de vida.

 

Dr. Luiz Paulo Brilhante Wolle (CRM 8661)
Cirurgião Vascular do Instituto do Coração – ICOR

 


Quais os sintomas da angina e como tratar?

O paciente com angina de peito, geralmente, apresenta dor torácica, que pode ser irradiada para o ombro esquerdo, para a mandíbula ou para o dorso. Caracteriza-se por um aperto e, muitas vezes, os pacientes referem “um sufoco”.

A angina tem várias classificações, sendo as mais frequentes a angina de peito instável e a estável. Isto tem relação com as características da dor, ou seja, frequência, intensidade, duração da dor, se desencadeada ao esforço ou mesmo em repouso, se recente ou não, se alivia com isordil sublingual ou não.

O tratamento será determinado pela apresentação clínica e por exames não invasivos e, principalmente, invasivo (cateterismo cardíaco). E, poderá ser clínico (remédios), intervencionista (angioplastia coronária com stent) ou cirúrgica (pontes de safena e mamária).

 

Dr. Arnoldo Azevedo dos Santos  (CRM 13677)
Cardiologista e Hemodinamicista do Instituto do Coração – ICOR


 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


Tilt-teste-2.png
15/ago/2018

Também conhecido como teste de inclinação, o exame possibilita avaliar o comportamento da pressão arterial e da frequência cardíaca do paciente quando submetido a mudanças de posições. É um exame complementar utilizado para diagnosticar a causa e definir o tratamento de pacientes com sintomas de tonturas, desmaios ou perda de consciência.

Quando se trata de desmaios as causas podem ser inúmeras, inclusive cardiovasculares, e costumam ocorrer em pessoas com coração normal ou com doenças cardíacas, com graus variados de risco.

 


O QUE O EXAME INFORMA?

⇒ A variação da frequência cardíaca;

⇒ A variação da pressão arterial sistólica e diastólica pulso a pulso;

⇒ Tipo e variações do ritmo cardíaco;

⇒ Estado funcional dos reflexos de ajuste da pressão arterial e da frequência cardíaca à posição ortostática.

 


COMO É FEITO O TESTE DE INCLINAÇÃO?

⇒ Aqui no ICOR, o exame é realizado por um médico cardiologista com especialização em eletrofisiologia cardíaca.

⇒ O procedimento é indolor e poderá ser realizado em várias etapas (dependendo de cada caso avaliado).

⇒ Deve ser realizado em um ambiente de pouca luz e livre de barulhos.

⇒ O paciente é deitado na maca própria para Tilt test, faixas de segurança são colocadas sobre a cintura e joelhos e suporte para os pés para manter o paciente seguro na maca.

⇒ Os batimentos cardíacos são monitorados, através de eletrodos fixados no tórax e a pressão arterial, através de um dispositivo colocado ao redor de um dos dedos da mão.

⇒ Durante o procedimento, o paciente fica de 5 a 15 minutos na posição horizontal (de barriga para cima), nessa etapa é medida a pressão arterial e o registro eletrocardiográfico.

⇒ Depois a cama é inclinada suavemente até 90 graus e o paciente fica nesta posição (com a cabeça para cima) por um período variável (até 40 minutos). Durante esse período, se o paciente sentir que vai desmaiar, o teste é interrompido e a maca é colocada na posição horizontal. Caso não ocorram sintomas, um teste adicional poderá ser realizado, com a administração de um vasodilatador sublingual e aguardando-se 15 minutos adicionais (teste sensibilizado com droga).

⇒ Não havendo nenhuma alteração após este período o Tilt Test será considerado normal.


PREPARAÇÃO PARA O EXAME

⇒ Jejum de 8 horas antes do exame é necessário, porque é comum o aparecimento de enjoos quando a pressão cai.

⇒ Trazer exames anteriores (holter, teste ergométrico ou ecocardiograma).

⇒ Vir com roupas confortáveis (se for mulher, vir de sutiã e não usar vestidos).

⇒ Importante a presença de um acompanhante, para auxiliá-lo em um eventual mal-estar e conduzi-lo à residência.

⇒ Após o exame você não deve dirigir.

⇒ Alguns remédios podem ser suspensos temporariamente antes do exame, outros não, sempre a critério do médico que pediu o exame.

⇒ Recomenda-se ingerir bastante água após o exame.

 


MÉDICO QUE REALIZA O EXAME NO ICOR:
Dr. Diego Chemello- Cardiologista e Eletrofisiologista (CRM 26116)

LOCAL DO EXAME:
ICOR – CARDIO CENTRO / Unid. PINHEIRO MACHADO
Rua Pinheiro Machado, número 2380, bloco A, SALA 203.
Contato: (55) 3222 1333

 

 

Em nossas clínicas do Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


ilustrasi-jantung-sehat_20150903_141602.jpg
15/ago/2018

Nesta página, os profissionais do ICOR e parceiros respondem perguntas e esclarecem dúvidas de pacientes. Confira abaixo:


Quais os alimentos para prevenção de incipiente ateromatose aorta?

A ateromatose é um processo difuso que pode acometer todos os vasos, inclusive a aorta. Isso acontece pelo somatório de fatores de risco durante a vida.

São eles: hereditariedade, hipertensão arterial sistêmica, colesterol e/ou triglicerídeos altos, diabetes, tabagismo, sedentarismo, idade avançada. Assim, para evitar o aceleramento da aterosclerose é importante corrigir esses fatores.

Deve-se evitar frituras, gorduras de origem animal, fastfoods e ingerir moderadamente carboidratos (doces, massas, pães, etc).Os alimentos recomendados são as verduras, frutas, peixes, oleaginosas como castanha-do-pará, nozes (em pequena quantidade) e azeite de oliva extravirgem.

 

Dr. Arnoldo Azevedo dos Santos  (CRM 13677)
Cardiologista e Hemodinamicista do Instituto do Coração – ICOR

 


Quando o ecocardiograma é indicado?

Este exame usa as propriedades do ultrassom para formar imagens do coração em movimento. Pode-se avaliar as válvulas, dimensões, espessura, capacidade de contração e distensão das cavidades cardíacas.

Utiliza-se na investigação de insuficiência cardíaca, doenças das válvulas, hipertrofia ventricular ( especialmente em hipertensos), acompanhamento de drogas cardiotóxicas, suspeita de cardiopatia congênita, doenças da artéria aorta e do pericárdio.

 

Dr. Eduardo Radins (CRM 15471)
Cardiologista e Ecocardiografista do Instituto do Coração – ICOR

 


Quais os fatores que predeterminam o surgimento de varizes?

As varizes em sua maioria são causadas por fatores genéticos (hereditários) e agravadas por outros fatores que surgem no decorrer da vida, como obesidade, uso de hormônios estrogênicos em anticoncepcionais ou na reposição da menopausa, celulite, sedentarismo, calçados com salto alto ou múltiplas gestações.

As varizes de causa genética costumam ser de tamanho grande e necessitam muitas vezes de tratamento cirúrgico. As varizes que se desenvolvem no decorrer da vida associadas a fatores agravantes são de tamanho pequeno ou médio, e podem ser tratadas através de esclerose ou aplicação.

 

Dr. Clóvis Konopka (CRM 16308)
Angiologista e Cirurgião Vascular do Instituto do Coração – ICOR


Meu médico, no exame de sangue, detectou que tenho o colesterol “bom” muito baixo. O que posso fazer para melhorá-lo e qual a influência deste colesterol no coração. É hereditário?

O colesterol “bom” (HDL) é um fator de proteção contra os problemas de coração do tipo angina, infarto, pois tem ação estabilizadora sobre as placas ateromatosas (placas de gordura), e tende a retirar o colesterol ruim destas placas e eliminá-lo.

As pessoas nascem com um nível de colesterol bom (HDL) que se mantém durante a vida, embora alguns fatores podem melhorá-lo: atividade física, principalmente aeróbica (caminhada, bicicleta, esteira, hidroginástica), e ingestão de peixes (salmão, atum), nozes, amêndoas, amendoim.

Não existem remédios eficazes que comprovem um aumento significativo do colesterol HDL nem comprovação que este aumento previna a cardiopatia.

 

Dr. Antonio Vicente Aita (CRM 6444)
Cardiologista e Ecocardiografista do Instituto do Coração – ICOR


Por que idosos que são acometidos de derrame cerebral, frequentemente, ficam em estado comatoso?

Geralmente, os pacientes idosos têm aterosclerose difusa com acometimento maior do fluxo sanguíneo cerebral. Quando ocorre um “derrame” (AVC), os pacientes já têm episódios anteriores de isquemias cerebrais.

Então, a probabilidade de sequelas incapacitantes são maiores, ainda, muitas vezes, ficam dependentes de respiração artificial, em ambiente hospitalar, suscetíveis à infecções que quase sempre determinam o óbito.

 

Dr. Arnoldo Azevedo dos Santos  (CRM 13677)
Cardiologista e Hemodinamicista do Instituto do Coração – ICOR


Como identificar quando uma pessoa está convulsionando? O que acontece no organismo?

A convulsão se caracteriza por perda súbita da consciência ou precedida de abalos musculares na face ou membros. Logo ocorre queda ao solo se a pessoa estiver em pé, seguido de movimentos contraturais dos músculos do corpo. Isso dura uns cinco minutos, se acompanha de salivação, algumas vezes incontinência urinária ou fecal e coloração cianótica da pele.

 

 

Dr. Jorge Lauda Filho
Neurologista do HCAA


 


TammyTrinta-11.png
15/ago/2018

Nesta página, você confere dicas de saúde e os profissionais do ICOR e parceiros respondem perguntas e esclarecem dúvidas de pacientes. Confira abaixo:


O que é o abuso de álcool?

O abuso de álcool é diferente do alcoolismo porque não inclui uma vontade incontrolável de beber, perda do controle ou dependência física, e ainda, o abuso de álcool tem menos chances de incluir tolerância do que o alcoolismo (a necessidade de aumentar as quantias de álcool para ficar “alto”).

 

Fonte: Site – Minha Vida

 


Meu pai teve arritmia cardíaca. Posteriormente, realizou alguns exames que não detectaram problemas. Como isso é possível?

A arritmia cardíaca caracteriza-se por alterações do ritmo cardíaco que pode ser evidenciado através de exame clínico e complementares rotineiros, porém, as vezes necessita de estudos mais especializados tipo: Holter, estudo eletrofisiológico, genético.

A arritmia cardíaca é uma sub-especialidade da cardiologia e dentro desta, apresenta uma gama imensa de manifestações, podendo se apresentar com alterações do ritmo normal, por exemplo “arritmia fásica” variando com as fases da respiração até arritmias de elevada complexidade levando a risco de morte súbita por taquicardia, fibrilação e bloqueios cardíacos.

Em vista desta amplitude de manifestações pode variar do normal ao patológico, e várias vezes ao retirar o fator que ocasiona, deixa de existir a manifestação “Arritmia Cardíaca”.

 

Dr. Edes Oliveira Cavalheiro ( CRM 11461)
Cardiologista do Instituto do Coração – ICOR


Meu médico diagnosticou que tenho uma arritmia cardíaca! Estou correndo risco de vida? Que tipo de atividades posso realizar? Devo consultar um especialista para receber o tratamento indicado?

Qualquer alteração no ritmo normal do coração é denominada de arritmias cardíacas. Nem todas as arritmias apresentam-se com risco de vida, sendo algumas delas benignas. Pacientes com diagnóstico ou suspeita de arritmias devem consultar um cardiologista, que determinará a gravidade do problema e vai orientar a melhor forma de tratamento.

Os casos de maior complexidade ou com necessidade de tratamento invasivo podem exigir a avaliação de um especialista, chamado de Eletrofisiologista.

 

Dr. Diego Chemello (CRM 26116)
Cardiologista especialista em Eletrofisiologia do Instituto do Coração – ICOR

 


Quais os sintomas e o melhor tratamento de um paciente com obstrução de carótidas?

O AVC (acidente vascular cerebral) desde sua forma mais leve, o chamado AIT (ataque isquêmico transitório), até o infarto cerebral extenso, causador de sequelas irreparáveis é responsável pela terceira causa de morte e alto custo social. Mas a obstrução das carótidas é muitas vezes SILENCIOSA.

O melhor remédio é sempre a prevenção: diagnóstico precoce e controle dos fatores de risco: tabagismo, diabetes, dislipidemia e hipertensão.

 

A obstrução grave pode ser tratada por angioplastia, em casos raros de impossibilidade cirúrgica, sendo o método convencional de tratamento cirúrgico – a endarterectomia – há mais de 50 anos a técnica mais segura e comprovada na prevenção do AVC, sempre associado aos tratamentos medicamentosos.

 

Dr. Luiz Paulo Brilhante Wolle (CRM 8661)
Cirurgião Vascular do Instituto do Coração – ICOR


 

No Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.

 

 


Insuficiência-Cardíaca.jpg
15/ago/2018

O coração é um músculo que apresenta quatro cavidades, as chamadas câmaras: os ventrículos esquerdo e direito, e os átrios esquerdo e direito. Quando uma dessas cavidades falha como bomba, não sendo capaz de enviar adiante todo o sangue que recebe, falamos que há Insuficiência Cardíaca. 💔

A grande maioria dos casos de insuficiência cardíaca não tem cura. Porém, o tratamento medicamentoso moderno pode deixar o paciente sem sintomas, levando uma vida normal. O transplante cardíaco pode ser uma opção apenas em casos mais avançados. Quanto mais cedo iniciado o tratamento, menor a chance de progressão da doença.

Entenda melhor a doença nas perguntas e repostas abaixo:


1) O QUE É INSUFICIÊNCIA CARDÍACA (IC)

A Insuficiência Cardíaca é uma doença que ocorre quando o coração não consegue bombear sangue de maneira adequada e suficiente para suprir as necessidades de oxigênio e nutrientes dos tecidos e órgão do corpo. É considerada pelos especialistas uma doença crônica, que se desenvolve de maneira lenta e, na maioria dos casos, pode levar anos para alcançar o estágio gravíssimo. A insuficiência cardíaca pode afetar apenas um dos lados do coração, mas ambos acabam sendo prejudicados conforme o tempo vai passando.

2) QUAIS OS TIPOS DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA?

Existem dois tipos de IC, em ambos o coração não consegue bombear sangue de maneira suficiente para o resto do corpo:

A insuficiência cardíaca sistólica: ocorre quando o músculo cardíaco não consegue bombear ou ejetar o sangue para fora do coração adequadamente.

A insuficiência cardíaca diastólica: ocorre quando os músculos do coração ficam rígidos e têm dificuldade para se enchem de sangue.

De acordo com o cardiologista do ICOR, Dr. Eduardo Radins, 50 % da insuficiência cardíaca são diastólicas.


3) QUAIS O PRINCIPAIS SINTOMAS DA IC?

  • Falta de ar para fazer as atividades diárias ou após deitar;
  • Tosse; fraqueza, desmaios;
  • Abdômen, pernas, pés e tornozelos inchadas;
  • ganho de peso; batimentos cardíacos acelerados;
  • Sensação de sentir o batimento cardíaco (palpitações).

Vale lembrar que há pacientes em que insuficiência cardíaca pode não apresentar sintomas característicos.


4) QUAIS OS FATORES DE RISCOS DA IC?

  • Pressão arterial sistêmica alta;
  • doença arterial coronária;
  • Ataque cardíaco;
  • Apneia do sono;
  • Consumo de álcool;
  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Forte histórico famíliar de doenças cardíacas;
  • Doença arterial coronária e suas consequências (infarto agudo do miocárdio)

5) COMO TRATAR A INSUFICIÊNCIA CARDÍACA?

O tratamento inclui uma série de cuidados como:

  • Manter uma alimentação regrada, com pouca ingestão de sal;
  • Se exercitar constantemente e fazer uso dos medicamentos com prescrição médica.
  • Em alguns casos, pode ser implantado um desfibrilador ou marcapasso cardíaco.

6) COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DA IC?

Aqui no ICOR, o diagnóstico é feito com base no exame físico e exames laboratoriais de imagem orientados pelo médico.


7) QUAIS EXAMES SÃO FEITOS PARA TER O DIAGNÓSTICO?

Aqui no ICOR, é realizado o eletrocardiograma, o teste ergométrico (esteira), o Holter para avaliar arritmias, o MAPA para avaliar a pressão arterial e o ecocardiograma, um dos principais exames para diagnosticar a insuficiência cardíaca.


Em nossas clínicas do Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.

 

 

 

 

 


15/ago/2018

No Dica Icor da semana nosso cardiologista, Dr. Edes Oliveira Cavalheiro, responde algumas questões pontuais sobre o HOLTER. Um exame complementar que avalia as variações do ritmo e da frequência cardíaca que ocorrem no período de 24 horas.

O aparelho utilizado para o exame é acoplado ao peito do paciente e registra a atividade elétrica do coração durante o período estipulado que pode ser de 24 horas ou 7 dias.

Assista ao vídeo e saiba mais sobre o exame em nosso site: www.icor.com.br

 

 

 SAIBA MAIS SOBRE OS EXAMES CITADOS NO VÍDEO, NOS LINKS ABAIXO:


MÉDICOS QUE REALIZAM O EXAME NO ICOR:
Dr. Edes Oliveira Cavalheiro- Cardiologista ( CRM 11461)
Dr. Diego Chemello- Cardiologista e Eletrofisiologista (CRM 26116)

LOCAL DO EXAME:
ICOR – CARDIO CENTRO / Unid. PINHEIRO MACHADO
Rua Pinheiro Machado, número 2380, bloco A, SALA 203.
Contato: (55) 3222 1333

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


1.jpg
15/ago/2018

Nesta página, os profissionais do ICOR e parceiros respondem perguntas e esclarecem dúvidas de pacientes. Confira abaixo:


A doença arterial coronariana ocorre mais em homens ou em mulheres?

 

Até a década de 70, a relação era de 2 casos em mulheres para 10 casos em homens. No entanto, nos dias de hoje esta relação passou para 1 caso em mulheres para 02 casos em homens.

Esta mudança significativa provavelmente tem relação com o hábito de fumar, estresse (maior participação no mercado de trabalho) e aumento da incidência de Diabete Melitus em mulheres.

 

 

 

 Dr. Eduardo Radins (CRM 15471)
Cardiologista e Ecocardiografista do Instituto do Coração – ICOR

 


A banana é uma fruta rica em potássio. Essa particularidade pode prejudicar o coração? 

Os pacientes portadores de insuficiência cardíaca e hipertensão arterial, frequentemente usam diuréticos, drogas boas, mas que retiram potássio do organismo.

O potássio é considerado o “rei dos eletrólitos”, e sua falta provoca alterações na contratilidade e nos batimentos do coração, propiciando o aparecimento de arritmias que podem ser fatais.

A banana por ser riquíssima em potássio, faz bem ao coração auxiliando na reposição deste eletrólito, e melhorando por consequência o funcionamento cardíaco.

 

 

 

Drª. Irene Düvelius Barros
Nutricionista


A ansiedade pode “atacar” o coração?

A ansiedade crônica ( sintomas persistentes por pelo menos 06 meses ) está relacionada ao aumento do número de infartos do miocárdio, desencadeia ou piora os níveis de hipertensão arterial, provoca arritmias e aumenta o número de internações hospitalares em cardiopatas.
A explicação estaria nas alterações hormonais, da pressão arterial sistêmica, da coagulação e do estilo de vida ( ansiosos fumam e bebem mais, alimentam-se mal, não exercitam-se e trabalham exageradamente ).
Episódios agudos de ansiedade podem provocar crises hipertensivas e suas consequências. Porém, não há evidência científica de que o tratamento adequado da ansiedade reduz o índice destas cardiopatias.

 

Dr. Eduardo Radins (CRM 15471)
Cardiologista e Ecocardiografista do Instituto do Coração – ICOR

 


Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


cosa-sono-le-vene-varicose-1200x675.jpg
15/ago/2018

Temidas, na maioria das vezes, pelos aspectos estéticos as varizes são veias grandes e inchadas que geralmente aparecem nas pernas e nos pés. As causas para o seu aparecimento estão relacionadas com a má circulação do sangue no corpo. De acordo com o angiologista e cirurgião vascular, Dr. Jeferson Aita, uma forma natural de prevenir a doença é através de um boa alimentação, a base de fontes ricas em vitaminas e mineiras.

Segundo o especialista, alguns nutrientes encontrados no peixe, em produtos desnatados e integrais melhoram a circulação e auxiliam no combate as varizes. Assim como as fibras das verduras escuras.

Abaixo, algumas recomendações para você fazer a escolha certa na hora das refeições.


 

 

Na hora de compor seu prato dê preferência a peixes, peito de galinha ou de peru sem a pele.

Você pode consumir, mas com moderação, carne escura de galinha ou peito do peru, carne magra do boi, vitela, porco, cordeiro, camarão, siro, mariscos e mexilhões.

O ideal é evitar carnes gordas de boi, porco, cordeiro e ovelha, além de miúdos- fígado, rim, miolos, pele de galinha, embutidos, linguiça, presunto gordo e salsicha.

 

 


 

Com os produtos lácteos também é importante dar uma atenção especial. Opte por leite e iogurtes desnatados, queijos magros- tipo minas e ricota.

Vale lembrar que o leite semidesnatado pode ser consumido, mas com moderação.

Recomenda-se evitar o leite e iogurtes integral, queijos amarelos e gordos, creme de leite, nata, manteiga, sorvete de nata ou creme, molhos com queijos ou creme de leite.

 

 

 


 

As gorduras e os óleos também podem ser controlados.

O ideal é consumir os óleos vegetais de milho, arroz, soja, girassol, oliva e margarina cremosa.

Já a margarina dura deve ser consumida com moderação.

E para os adoradores de bacon, banha, manteiga e frituras em geral a recomendação é evitar!

 

 


 

 

Com os ovos a indicação é consumir somente a clara, evitando a gema, omeletes e maionese.

 

 

 

 

 


 

No caso das verduras, legumes e cereais também exitem restrições. 

Na hora de fazer a feira coloque no carrinho verduras e legumes em geral, arroz, feijão, lentilha, massa sem ovo, milho, aipim cozido e todos os tipos de pães. O consumo de biscoitos e panquecas deve ser com moderação.

Já as massas com ovos, pizza, feijoada com carnes gordurosas, alimentos preparados com gordura animal, croassant, waffles, pasteis e sonhos devem ser EVITADOS nas refeições.

 


 

Com as FRUTAS a única restrição é quanto o consumo de ABACATE e COCO.

As demais frutas podem ser consumidas, mas nada em exagero.

 

 

 

 


 

 

É quase impossível não sentir vontade de comer uma sobremesa depois do almoço, não é mesmo?

Por isso, dê preferência as gelatinas,  as frutas, sorvete de frutas, bolo preparado com clara, farinha e açúcar.

Mesmo que seja um tentação, é importante evitar os doces, bolos, tortas preparadas com nata, gema ou chocolate, sorvete de creme ou de nata e pudim.

 

 


 

E para finalizar as sugestões não podemos deixar de fora os chás, o café, a mostarda, o Ketchup, o vinagre e temperos.

Já o amendoim, o caju, as nozes e amêndoas devem ser consumidas com moderação.

E mesmo que muitos sejam chocólatras assumidos, a recomendação para não ter problemas com a circulação é que se evite chocolate.

Fonte: Diário BEM-VIVE
Referência: Dr. Jeferson Aita | CRM 23730
Angiologista e Cirurgião Vascular ICOR

 

 


Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


DR.RADINS.png
15/ago/2018

No Dica Icor da semana nosso cardiologista, Dr. Eduardo Radins, fala sobre a importância da prática regular de atividade física, os benefícios dos exercícios na prevenção de diversas doenças, entre elas as cardíacas.

Segundo o cardiologista, as chances de desenvolver doenças como: acidente vascular cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio, diabetes, doenças articulares e doenças musculares são menores para quem não mantém uma vida sedentária. Além disso, a atividade física também ajuda no controle do diabetes e da Hipertensão.

Dr. Radins ressalta ainda que nenhuma atividade física deve ser iniciada antes de uma consulta ao cardiologista, para a avaliação do estado geral de saúde. Portanto, consulte seu médico e movimente-se pelo seu bem-estar.

 

 

 


 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


chuuuuu32-1200x800.jpg
15/ago/2018

1. TENHA HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS 

Reduza o consumo de gorduras, frituras e industrializados. Dê preferência às frutas, alimentos integrais, verduras e laticínios desnatado.

Sementes de linhaças, nozes e salmão são alimentos ricos em ômega 3, contêm ácidos graxos que ajudam a preservar a saúde do coração e reduz o risco de morte por infarto.

 

 


2. PRATIQUE EXERCÍCIOS FÍSICOS 

 

Se não houver restrições médicas, caminhe, corra, nade, ande de bicicleta, entre outras.

A prática de atividades físicas com frequência ajuda o coração a bombear sangue com mais eficiência pelo corpo deixando as artérias e vasos mais flexíveis e saudáveis.

 

 


3. CUIDE SEU PESO 


A obesidade aumenta o risco de morte por doenças relacionadas ao coração. Isso porque ela causa uma série de alterações no metabolismo e favorece doenças como hipertensão, colesterol alto e diabetes.

 

 

 


4. CUIDE DO COLESTEROL


O colesterol é um dos principais fatores de riscos para o coração, pois pode causar acúmulo de gordura nas artérias dificultando a passagem do sangue pelo corpo.

 

 

 


5. CHEQUE SEMPRE A PRESSÃO ARTERIAL 

 

Verificar a pressão é a maneira mais fácil de detectar a hipertensão. É importante que pessoas de todas as idades verifiquem os níveis, pelo menos, uma vez ao ano.

 

 

 

 

 


6. CUIDE DA SAÚDE BUCAL 


Pesquisas mostram que bactérias provenientes da má higiene bucal podem entrar na corrente sanguínea e chegar até o coração. Elas proliferam-se e podem ocasionar diversas doenças cardíacas até a endocardite bacteriana.

 

 

 

 


7. DIMINUA O SAL 


O uso excessivo de sódio é um fator de risco para o aumento da pressão arterial e consequentemente, para problemas do coração. No lugar do sal invista em temperos para dar mais sabor ao seu prato.

Tenha o hábito de verificar a quantidade de sal nos rótulos dos alimentos.

 

 

 


8. BEBA BASTANTE ÁGUA 


Manter o corpo sempre hidratado ajuda o coração a bombear o sangue com mais facilidade.

 

 

 

 


9. DIMINUA O ESTRESSE 


O estresse é um sentimento normal, porém seu excesso é que se torna um fator de risco para o desencadeamento de doenças cardiovasculares.

A preocupação, o desconforto, sensações de medo, irritação, frustração e nervoso são alguns sintomas característicos do estresse.

 

 

 

 


 

10. PARE DE FUMAR 

Fumar danifica as artérias, eleva a pressão arterial, o que também agride os vasos sanguíneos. Pessoas fumantes têm grandes chances de sofrer um infarto agudo do miocárdio, ter câncer, envelhecimento precoce e vários outros prejuízos.

 

 

 

 


11. EVITE O CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS 


O uso constante, descontrolado e progressivo de bebidas alcoólicas pode comprometer seriamente o bom funcionamento do organismo, levando à hipertensão arterial, dilatação do coração e arritmias cardíacas.

 

 

 


 

FATORES DE RISCO REVERSÍVEIS:

  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Hipertensão Arterial
  • Estresse
  • Álcool
  • Tabagismo
  • Colesterol elevado
  • Triglicerídeos aumentados
  • Diabetes

 

EXISTEM FATORES DE RISCO IRREVERSÍVEIS:

  • Idade
  • Sexo
  • Hereditariedade

 


Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


MARCA HORIZONTAL_ICOR.png 1

O Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR) é referência na área da saúde. Há mais de 20 anos cuida do coração da cidade e região oferecendo um atendimento ético, humanizado e de qualidade.

Últimas do Blog

2018 ICOR. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Rede de Empreendedores.