Você está no

BLOG DO ICOR

III.jpg
07/abr/2020

A doença arterial coronariana, chamada também de doença coronária, é diagnosticada quando ocorre uma irrigação inadequada do sangue até o músculo cardíaco.

É conhecida popularmente como artéria bloqueada e é causada pelo depósito de gorduras dentro das artérias.

De forma geral, os homens podem apresentar ela 10 anos antes do que as mulheres, mas toda doença pode ser prevenida com as visitas periódicas ao médico.

Consulte regularmente o seu cardiologista e mantenha a saúde do seu coração em dia! 💖

Agende seus exames:
📍 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222 9888
📧 icor@icor.com.br
🌐 http://www.icor.com.br/

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


bana.jpg
07/abr/2020

A banana é a fruta mais consumida no Brasil e a segunda preferida no mundo. 🍌

Ela é um alimento altamente nutritivo, tem preço baixo e é encontrada em todo o país.

Além de saborosa e nutritiva, ela é rica em potássio e ajuda o coração!

Pesquisadores da Universidade do Alabama, nos EUA, foram os pioneiros a identificar que a ausência de potássio promove a rigidez nas artérias.

Dessa forma, ingerir banana, fonte natural de potássio, pode ajudar na prevenção da calcificação vascular, o popular entupimento das artérias, reduzindo os riscos de AVC.

Além da ingestão de alimentos saudáveis, as consultas periódicas são essenciais para prevenção, diagnóstico e controle das doenças cardíacas.

O ICOR cuida do seu coração! 

Agende seus exames:
📞 (55) 3222-1333
📧 icor@icor.com.br

Fonte: Mood

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


mitos-verdades.png
07/abr/2020

Popularmente conhecido como derrame cerebral, o AVC é causado pela falta de sangue em determinada área do cérebro decorrente da obstrução dessa artéria ou por sangramento devido ao rompimento de um vaso sanguíneo.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde o AVC é responsável a cada ano pela morte de cinco milhões de pessoas no mundo. No Brasil, a doença mata mais que o infarto: são mais de 100 mil pessoas por ano, segundo o Ministério da Saúde.

Principais causas para ter a doença:

  • hipertensão arterial,
  • aumento da idade.

 Os fatores de risco para a doença podem ser divididos em duas categorias: 

  • modificáveis,
  • não modificáveis.

Grupo dos modificáveis. Neste grupo as causas mais comuns são: 

  • hipertensão,
  • diabetes,
  • colesterol elevado,
  • tabagismo.

Grupo de não modificáveis. Neste grupo, os fatores de risco são: 

  • idade,
  • histórico familiar,
  • raça,
  • gênero,
  • Homens, negros e idoso são mais suscetíveis a ter um AVC por exemplo.

Principais sintomas da doença:

  • dificuldades para andar, falar e compreender,
  • paralisia ou dormência da face, do braço ou da perna.

Manter uma vida com hábitos saudáveis podem ajudar na recuperação, por isso, é importante controlar o colesterol, pressão arterial e níveis de açúcar no sangue.

Confira abaixo, algumas dicas para prevenir a doença:

  1. Não fume: o fumo duplica o risco de ter AVC e, por isso, abandonar de vez o cigarro é uma das medidas mais importantes para quem quer evitá-lo.
  2. Faça atividades físicas regularmente: uma simples caminhada de 30 minutos já diminui as possibilidades de padecer esse problema.
  3. Faça check-up preventivos: Homens e mulheres com mais de 35 anos são aconselhados a realizar exames preventivos pelo menos uma vez ao ano.
  4. Coma vegetais e frutas: uma alimentação saudável, que inclua vegetais e frutas, é fundamental para a saúde do coração e da corrente sanguínea.
  5. Reduza o consumo de sal: Não acrescente muito sal a saladas e comida em geral e evite alimentos processados, pois o sal eleva a pressão sanguínea.
  6. Controle familiar: se alguém na sua família já teve um AVC, é importante que você informe isso ao seu médico, para que ele possa fazer um controle de sua saúde, diminuindo ao máximo os riscos de que você também venha a sofrer um episódio parecido.
  7. Aumente o consumo de fibras: presentes nos cereais integrais, aveia, arroz e pães integrais etc., as fibras ajudam a controlar os níveis de gordura no sangue.
  8. Mantenha a pressão sob controle: A pressão alta ocupa o topo do ranking de maiores causas de acidente vascular cerebral.
  9. Controle seu peso: siga uma alimentação saudável, se necessário, com o acompanhamento de um nutricionista, para se manter no seu peso ideal. O sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para pressão arterial alta, doença coronária e diabetes – que aumentam o risco de AVC.
  10. Faça uma consulta com o médico cardiologista: o seu médico pode tratar hipertensão arterial, diabetes, dislipidemia; conhecer a presença de fatores de risco, como estreitamento das artérias cervicais e arritmias como a fibrilação atrial (batimento irregular do coração) e tratá-los adequadamente são atitudes que ajudam a reduzir o risco de AVC.
Fonte: coracao.org.br


Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.

 

icor3.jpg
07/abr/2020

Você sabe o que é Ecodoppler?

O Ecodoppler é uma das categorias da ultrassonografia, que é um método de produzir, em tempo real, imagens em movimento das estruturas e órgãos do corpo, em consequência do efeito Doppler, descoberto em 1852 pelo físico austríaco Johann Christian Andreas Doppler.

Doppler alegava que há uma alteração da frequência das ondas (sonoras ou outras) detectadas pelo observador em relação a aproximação ou afastamento entre ele e a fonte sonora.

E foi graças a ciência, que conseguiu transformar essa descoberta em imagens e utilizá-la a seu favor na medicina. E é por isso que hoje podemos obter imagens que permitem determinar o sentido e a velocidade de circulação do sangue nos vasos sanguíneos e nas cavidades cardíacas. O sentido do fluxo sanguíneo é mapeado nas cores azul e vermelha, conforme o sentido de circulação do sangue.

O exame chamado Ecodoppler passou então a ser um inestimável auxílio no estudo da circulação, sendo empregado não só no diagnóstico e acompanhamento de doenças, mas também na área da obstetrícia para seguimento e avaliação da gestante e do bebê. O procedimento pode ser empregado em qualquer porção circulatória, mas seu uso tem sido mais frequente na análise da circulação nas carótidas.

Como o exame é feito?

O exame consiste no paciente deitado em uma maca, o procedimento é feito por meio de um aparelho semelhante a uma lanterna, deslizado manualmente sobre a pele, o qual emite ondas sonoras imperceptíveis ao ouvido humano, que são captadas de volta como ecos emitidos pelas hemácias e transformadas em imagens. Um gel é aplicado sobre a região a ser examinada para permitir melhor contato e deslizamento do aparelho.

O tempo de duração do exame é de aproximadamente entre 30 e 60 minutos, e a precisão do diagnóstico é grande, sem falar que é um exame indolor e pode ser feito inúmeras vezes, permitindo um acompanhamento minucioso da evolução ou dos resultados terapêuticos de muitos quadros patológicos.

O exame geralmente é feito por um médico especialista em ultrassonografia e, na maioria das vezes, não é necessário nenhum preparo prévio ou, no máximo, um jejum de algumas horas, conforme o tipo de exame.

Qual o objetivo do exame?

O Ecodoppler fornece imagens dinâmicas, em tempo real, da rede vascular e do fluxo sanguíneo de diversas partes do corpo, sem usar nenhuma radiação e sem apresentar efeitos colaterais, possibilitando e contribuindo para o diagnóstico de várias patologias.

Já na gestação, o exame ajuda a determinar se os principais órgãos do feto estão sendo bem irrigados e com oxigenação normal, além de avaliar a circulação do cordão umbilical e do coração.

 

 

Fonte: radiologiara.com.br

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


endocardite.png
07/abr/2020

A Endocardite é uma infecção no endocárdio, revestimento interno do coração, a qual ocorre, geralmente, quando uma bactéria ou germes de outra parte do corpo se espalham pelo sistema sanguíneo se ligando a áreas afetadas do coração.

Quando o sangue passa dos átrios para os ventrículos, as válvulas impedem a volta do sangue, mantendo o fluxo sempre na mesma direção. São estas válvulas que podem ser infectadas por bactérias, fungos, vírus, ou outros microrganismos. Ela pode ser classificada, de acordo com a causa, em endocardite infecciosa ou não infecciosa.

A endocardite pode se desenvolver vagarosamente ou de repente, dependendo de qual infecção está originando o problema e se a pessoa já tem algum problema cardíaco. Os sintomas podem variar, mas a maioria inclui: febre e calafrios, fadiga, sudorese noturna, tosse persistente, sangue ou outras alterações na urina, dentre outros.

Procure um médico se sentir alguns desses sintomas. Cuide da sua saúde! ❤️

Fonte: Manual MSD

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


000.png
07/abr/2020

A Taquicardia Ventricular pode ser definida como uma série de batimentos ventriculares prematuros consecutivos. Por vezes, poucos batimentos desse tipo ocorrem de cada vez e, em seguida, o coração recupera seu ritmo normal.

A Taquicardia Ventricular, que dura mais de 30 segundos, é chamada de Taquicardia Ventricular Sustentada e ocorre, geralmente, em pessoas com cardiopatias estruturais como um ataque cardíaco, insuficiência cardíaca ou uma cardiomiopatia. Ela é mais comum entre idosos.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

🔹 Palpitações;
🔹 Fraqueza;
🔹 Tonturas e/ou desconforto torácico.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?

O Eletrocardiograma (ECG) é utilizado para diagnosticar a taquicardia ventricular e para determinar a necessidade de tratamento.

Fonte: Manual MSD.

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.



MIOCARDITE.png
07/abr/2020

❤️ A miocardite é conhecida por ser uma inflamação do músculo do coração que pode surgir como uma complicação durante diferentes tipos de infecção no organismo.

❤️ Na maioria dos casos, ela surge durante uma infecção por vírus, como gripe ou catapora, mas também pode acontecer quando existe uma infecção por bactérias ou fungos, sendo que nestes casos normalmente é preciso que a infecção esteja muito avançada.

❤️ Nos casos mais leves, como durante uma gripe ou resfriado, a miocardite não provoca qualquer tipo de sintoma. Porém, nos casos mais graves, como nos de infecção bacteriana, pode surgir: dor no peito, batimento cardíaco irregular, sensação de falta de ar, cansaço excessivo, inchaço das pernas e pés e tonturas.

❤️ A miocardite tem cura e, geralmente, desaparece quando a infecção fica curada, no entanto, quando a inflamação do coração é muito grave ou não desaparece, pode ser necessário ficar internado no hospital.

Fonte: Tua Saúde.

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


evento.jpg
07/abr/2020

No dia 24 de Novembro ocorrerá um evento nacional de combate ao câncer. O Instituto do Coração de Santa Maria (Icor) apoia essa causa e será patrocinador desse evento. Não cuidamos apenas do seu coração, mas de toda a sua saúde. ❤️

Sabemos que muitos dos nossos pacientes estão em tratamento contra o câncer, sendo encaminhado ao Icor pelos seus médicos oncologistas. Por isso, queremos mostrar que vocês jamais estarão sozinhos nessa batalha. #troqueomedoporesperança

Confira mais informações e a programação completa no site do evento. 

www.troqueomedoporesperanca.com.br

Contamos com sua presença! 😍

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


aa.jpg
07/abr/2020

Agora no Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR), você consegue monitorar sua pressão arterial de casa, através do Monitor Residencial da Pressão Arterial.

O QUE É MRPA?

  • A Monitorização Residencial da Pressão Arterial(MRPA) é uma técnica que permite você realizar as medidas da pressão arterial em casa e levar os resultados ao seu médico. O exame inicia-se numa 2ª feira e um período de 4 dias, de manhã e à tarde (ou à noite). O paciente deverá medir a pressão obedecendo a protocolos bem definidos e validados.

DURAÇÃO

  • Uma semana

TÉCNICA

  • Validada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC)

ALGUNS CUIDADOS IMPORTANTES DEVEM SER OBSERVADOS DURANTE A VERIFICAÇÃO DA PA:

  • ⇒Estar sentado, em ambiente calmo e em repouso há pelo menos 5 minutos;
  • ⇒Estar de bexiga vazia;
  • ⇒Não ter praticado exercícios (por pelo menos uma hora);
  • ⇒Não falar durante a medida;
  • ⇒Se houver algum estresse emocional, espere se acalmar, cerca de 20 a 30 minutos, para realizar as medias e informe ao seu médico o que houve no dia;
  • ⇒Realize as medidas com o braço apoiado na altura do coração;
  • ⇒Não fumar, ingerir cafeína ou qualquer outro estimulante por 30 min antes da medida;
  • ⇒Utilizar um manguito de tamanho apropriado para o braço – medir a circunferência;
  • ⇒A maioria dos manguitos tradicionais mede braços com circunferência de 22/24 cm a 32/34 cm;
  • ⇒Utilizar um aparelho calibrado e com manutenção em dia. Ao contrário de crenças prévias, os aparelhos oscilométricos de braço (e não do punho) têm excelente performance e são recomendados.

 

HIPERTENSÃO ARTERIAL

A pressão arterial é uma medida de grande variabilidade. Uma medida isolada pode não traduzir completamente o comportamento habitual da pressão do indivíduo e levar a erros diagnósticos e de avaliação no tratamento anti-hipertensivo. Medidas de pressão arterial isoladas em consultório médico ou em casa exercem papel limitado no diagnóstico e no controle do tratamento da pressão arterial.

VANTAGENS DO MRPA

  • Monitorização em horários padronizados e o aparelho calibrado;
  • Duração mais prolongada, evitando efeito do ‘jaleco branco’.
  • Evita o desconforto das medidas repetidas da MPA de 24 horas.
COMO FAZER
  • Paciente agenda o exame no ICOR e retira o aparelho na clínica. As medidas são realizadas de acordo com protocolo validado.
  • Ao final do exame, o paciente devolve o aparelho e as medidas são computadas. Um laudo gerado e enviado ao e-mail do paciente.

 

Fonte: Dr. Diego Chemello 

 

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


atividade-3.png
07/abr/2020

Manual de Orientações Dr. Diego Chemello

As orientações a seguir são destinadas aos pacientes com indicação de estudo eletrofisiológico e/ou ablação de arritmias não-complexas. Seu procedimento será realizado pela equipe do Dr. Diego Chemello na Unidade de Cateterismo do ICOR, localizado no Hospital de Caridade Astrogildo de Azevedo, em Santa Maria. Esse manual tem a finalidade de fornecer orientações aos pacientes, mas não substitui a avaliação médica presencial.


 

ARRITMIAS

Arritmias são alterações do ritmo do coração, sendo na sua maioria anormais. Elas são classificadas em 2 grandes grupos: bradicardias (ritmos com frequência cardíaca abaixo de 50 batimentos por minuto) e taquicardias (ritmos com frequência cardíaca maiores que 100 batimentos por minuto).

Os sintomas são extremamente variáveis, dependendo do tipo de ritmo e da frequência cardíaca observada. Alguns pacientes podem apresentar poucos sintomas, como palpitações leves, mesmo apresentando arritmias significativas. A avaliação especializada é fundamental para determinar se sua arritmia é ou não grave.

Fique atento aos seguintes sintomas: desmaio (síncope), tonturas, falta de ar de início súbito, palpitações, batimentos cardíacos irregulares, intolerância aos esforços.

 

 

ESTUDO ELETROFISIOLÓGICO

O coração funciona como uma espécie de bomba, que mantém o sangue circulando pelos órgãos. O funcionamento correto do coração depende de um sistema elétrico especializado, capaz de estimular o coração. O estudo eletrofisiológico consiste na avaliação detalhada desse sistema de condução, através da colocação de cateteres especiais em regiões do coração. Esses cateteres são introduzidos nas veias da região inguinal (virilha) ou cervical (pescoço). Uma vez posicionados, estímulos controlados e indolores são aplicados no coração para avaliação do sistema de condução.

O estudo eletrofisiológico apresenta a vantagem de ser mais específico que os métodos convencionais, possibilitando o diagnóstico exato de determinadas arritmias e indicando o tratamento mais adequado.

 

ABLAÇÃO DE ARRITMIAS

A ablação de arritmias consiste na realização de uma pequena cauterização que, quando aplicada de maneira controlada, determina resolução definitiva de certas arritmias. Essa cauterização é realizada por meio de cateteres especiais, com propriedades de liberar energia. A ablação pode ser realizada após o estudo eletrofisiológico (no mesmo procedimento) ou em um segundo momento, dependendo da complexidade da mesma e do tempo dispendido.

PREPARAÇÃO PARA ESTUDO E ABLAÇÃO DE ARRITMIAS

Antes da realização do procedimento, você deverá receber instruções específicas de seu médico em relação aos cuidados necessários para a realização de um procedimento seguro e tranquilo. Faça perguntas!

 

Algumas orientações importantes que você deve saber em preparação ao seu teste:

PREPARAÇÃO ESTUDO ELETROFISIOLÓGICO

Medicações

  • Informe sobre alergias ou intolerâncias a medicamentos;
  • Traga sempre suas medicações nas consultas e no dia do exame para que possam ser revisadas;
  • Você será orientado a suspender o uso de algumas medicações dias antes do procedimento. Certos medicamentos podem impedir o diagnóstico correto de arritmias, de modo que sua suspensão garante melhores resultados;
  • Avise sobre a presença de diabetes e uso de medicações para tratamento do mesmo. Na maioria dos casos, ajustes de doses são necessários antes e após o procedimento;
  • Avise sobre o uso de anticoagulantes (varfarina, femprocumona, dabigatrana, rivaroxabam, apixabam). Alguns procedimentos não podem ser feitos sob efeito dessas medicações.
  • Informe sobre alergias ou intolerâncias a medicamentos;
  • Traga sempre suas medicações nas consultas e no dia do exame para que possam ser revisadas;

ACOMPANHANTE

  • Você será orientado a suspender o uso de algumas medicações dias antes do procedimento. Certos medicamentos podem impedir o diagnóstico correto de arritmias, de modo que sua suspensão garante melhores resultados;
  • Avise sobre a presença de diabetes e uso de medicações para tratamento do mesmo. Na maioria dos casos, ajustes de doses são necessários antes e após o procedimento;
  • Avise sobre o uso de anticoagulantes (varfarina, femprocumona, dabigatrana, rivaroxabam, apixabam). Alguns procedimentos não podem ser feitos sob efeito dessas medicações.

 

HÁ RISCOS?

O estudo eletrofisiológico é considerado um procedimento de baixo risco. No entanto, complicações podem ocorrer em qualquer procedimento. Felizmente, as complicações mais frequentes no estudo eletrofisiológico são facilmente tratadas, entre as quais destacam-se: sangramentos menores, dor ou desconforto no local de punção, sensação de batimentos cardíacos anormais e leve desconforto no peito. São de ocorrência rara complicações como perfuração do coração e lesão pulmonar.

No caso de ablação (cauterização), alguns riscos adicionais são possíveis como lesão do sistema de condução cardíaco, necessidade de implante de marcapasso definitivo, tamponamento cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC). Tenha calma! Segundo dados da literatura, o risco de complicações graves é menor que 1 para cada 1,000 procedimentos. Segundo a avaliação do seu médico, os benefícios do procedimento são muito superiores aos riscos!

DURANTE O ESTUDO

Durante o procedimento, você estará em um ambiente hospitalar. Apesar da simpatia e dos cuidados da equipe, a ansiedade é um sintoma comum. Medicamentos podem ser administrados para reduzir a ansiedade e o desconforto, sem riscos à sua saúde. Durante o exame, os profissionais vão conversar com você. Não tenha medo! Informe o que está sentindo para que possamos lhe proporcionar uma experiência o mais agradável possível.

DOR / DESCONFORTO

O estudo eletrofisiológico é realizado sob o efeito de anestesia local e sedação leve. Algum desconforto pode ser ocasionado no momento da aplicação do anestésico local, para a colocação dos cateteres. Durante o estudo, é normal você sentir palpitações ou aceleração dos batimentos cardíacos.

Se for realizada ablação, é possível que você sinta um leve desconforto no peito, o qual desaparece rapidamente após o término da cauterização. Por fim, o tempo de permanência deitado durante e após o procedimento pode lhe causar algum desconforto nas costas. Você será capaz de informar seu médico durante o exame sobre a ocorrência desses sintomas!

A ocorrência de arritmias durante o procedimento é esperada em muitos casos, sendo uma etapa fundamental para o correto diagnóstico do problema. Isso pode reproduzir alguns dos sintomas que lhe motivaram a procurar avaliação médica. Não tenha medo! Durante o exame você terá seus sinais vitais periodicamente checados e profissionais especializados lhe monitorando constantemente. Algumas arritmias precisam ser revertidas com um choque elétrico (cardioversão), o que será feito com sedação adequada para que você não sinta desconforto. 

 

DURANTE O ESTUDO

O procedimento dura em média 2-3 horas. Esse tempo pode ser maior ou menor, de acordo com a complexidade do caso. O período de recuperação após o exame dura de 4-6 horas, tempo no qual é necessário manter a observação dentro do hospital. Em alguns casos, é necessário pernoite no hospital com reavaliação médica no dia seguinte. Sugerimos que você reserve seu dia para o procedimento.

DURAÇÃO

Após o procedimento, você será encaminhado a uma sala de recuperação, onde seus sinais vitais serão monitorizados. Após algumas horas, na maioria dos casos, você poderá fazer uma refeição leve e receber uma breve visita do seu acompanhante. Devido às punções realizadas na região da virilha e/ou do pescoço, é necessário que você permaneça deitado por 4 horas em média. Somente após esse período você será autorizado a sentar.

Seu médico explicará o resultado do exame de maneira simples e que você possa compreender. É possível que o efeito residual de alguns sedativos façam que você não lembre de algumas orientações. Não se preocupe!! No momento da alta você e seu acompanhante receberão orientações por escrito sobre medicações, retorno e cuidados.

 No próximo texto vamos abordar algumas dúvidas frequentes que os pacientes querem esclarecer antes da realização do exame.

 

 FONTE: DR. Diego Chemello 

 

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


MARCA HORIZONTAL_ICOR.png 1

O Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR) é referência na área da saúde. Há mais de 20 anos cuida do coração da cidade e região oferecendo um atendimento ético, humanizado e de qualidade.

2018 ICOR. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Rede de Empreendedores.