INDICAÇÕES DA REABILITAÇÃO CARDÍACA

18/09/2017 por ICOR0
REABILITA-1200x638.jpg

Conforme o I Consenso Brasileiro de Reabilitação Cardíaca (1997), os programas de RC estão indicados para:

  • Indivíduos preventivos primários, tais como: os portadores de hipertensão arterial, dislipidemias, hiperuricemia, diabetes, tendência à obesidade, etc.
  • Indivíduos preventivos secundários, tais como: portadores de doença coronariana, arritmias cardíacas, pós-infarto do miocárdio, pós-revascularização miocárdica e pós-angioplastia, pós-transplante cardíaco, colocação de marcapasso, pós cirurgias valvulares, etc.

No I Consenso, 1997, encontram-se as contraindicações absolutas e relativas do treinamento convencional e as condições que requerem preocupações especiais.

CONTRAINDICAÇÕES ABSOLUTAS AO TREINAMENTO CONVENCIONAL:

  • Insuficiência cardíaca descompensada;
  • IAM instável, angina estável de grau IV e instável;
  • Miocardite ativa, pericardite aguda;
  • Aneurismas de aorta torácica ou abdominal;
  • Embolias pulmonar ou sistêmica recentes;
  • Tromboflebite, hipertensão pulmonar ou arterial grave não tratada;
  • Estenose aórtica e insuficiência mitral graves;
  • Taquicardia ventricular em repouso;
  • Infecções agudas;
  • Lesão de tronco de coronária esquerda ou equivalente;
  • Não tratadas;
  • Obstrução arterial periférica graus III, IV e V;
  • Retinopatia diabética com deslocamento de retina.

CONTRAINDICAÇÕES RELATIVAS AO TREINAMENTO FÍSICO CONVENCIONAL:

  • Extra-sistolia ventricular Classe II, III e IV de Lown;
  • Arritmia supraventricular de alta freqüência não controlada;
  • Aneurisma ventricular;
  • Estenose aórtica moderada;
  • Cardiomiopatia hipertrófica;
  • Cardiomegalia acentuada;
  • Anemias em geral;
  • Distúrbios metabólicos não-compensados (diabetes, tireotoxicose, mixedema, dislipidemias graves, hiperuricemia);
  • Distúrbios neuromusculares;
  • Músculo-esquelético e osteoarticulares incapacitantes;
  • Distúrbio psiconeuróticos terapia-dependente;
  • Insuficiência respiratória moderada.

As recomendações de reabilitação foram sugeridas por:

  • Professora Viviane Acunha Barbosa
    Profª. Assistente na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
    Professora de Educação Física e Fisioterapeuta
    Pós-graduação em Ginástica Médica e Fisioterapia Respiratória
    Mestre em Educação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


MARCA HORIZONTAL_ICOR.png 1

O Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR) é referência na área da saúde. Há mais de 20 anos cuida do coração da cidade e região oferecendo um atendimento ético, humanizado e de qualidade.

2018 ICOR. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Rede de Empreendedores.