Você está no

BLOG DO ICOR

ilustrasi-jantung-sehat_20150903_141602.jpg
11/dez/2018

Nesta página, os profissionais do ICOR e parceiros respondem perguntas e esclarecem dúvidas de pacientes. Confira abaixo:


Quais os alimentos para prevenção de incipiente ateromatose aorta?

A ateromatose é um processo difuso que pode acometer todos os vasos, inclusive a aorta. Isso acontece pelo somatório de fatores de risco durante a vida.

São eles: hereditariedade, hipertensão arterial sistêmica, colesterol e/ou triglicerídeos altos, diabetes, tabagismo, sedentarismo, idade avançada. Assim, para evitar o aceleramento da aterosclerose é importante corrigir esses fatores.

Deve-se evitar frituras, gorduras de origem animal, fastfoods e ingerir moderadamente carboidratos (doces, massas, pães, etc).Os alimentos recomendados são as verduras, frutas, peixes, oleaginosas como castanha-do-pará, nozes (em pequena quantidade) e azeite de oliva extravirgem.

 

Dr. Arnoldo Azevedo dos Santos  (CRM 13677)
Cardiologista e Hemodinamicista do Instituto do Coração – ICOR

 


Quando o ecocardiograma é indicado?

Este exame usa as propriedades do ultrassom para formar imagens do coração em movimento. Pode-se avaliar as válvulas, dimensões, espessura, capacidade de contração e distensão das cavidades cardíacas.

Utiliza-se na investigação de insuficiência cardíaca, doenças das válvulas, hipertrofia ventricular ( especialmente em hipertensos), acompanhamento de drogas cardiotóxicas, suspeita de cardiopatia congênita, doenças da artéria aorta e do pericárdio.

 

Dr. Eduardo Radins (CRM 15471)
Cardiologista e Ecocardiografista do Instituto do Coração – ICOR

 


Quais os fatores que predeterminam o surgimento de varizes?

As varizes em sua maioria são causadas por fatores genéticos (hereditários) e agravadas por outros fatores que surgem no decorrer da vida, como obesidade, uso de hormônios estrogênicos em anticoncepcionais ou na reposição da menopausa, celulite, sedentarismo, calçados com salto alto ou múltiplas gestações.

As varizes de causa genética costumam ser de tamanho grande e necessitam muitas vezes de tratamento cirúrgico. As varizes que se desenvolvem no decorrer da vida associadas a fatores agravantes são de tamanho pequeno ou médio, e podem ser tratadas através de esclerose ou aplicação.

 

Dr. Clóvis Konopka (CRM 16308)
Angiologista e Cirurgião Vascular do Instituto do Coração – ICOR


Meu médico, no exame de sangue, detectou que tenho o colesterol “bom” muito baixo. O que posso fazer para melhorá-lo e qual a influência deste colesterol no coração. É hereditário?

O colesterol “bom” (HDL) é um fator de proteção contra os problemas de coração do tipo angina, infarto, pois tem ação estabilizadora sobre as placas ateromatosas (placas de gordura), e tende a retirar o colesterol ruim destas placas e eliminá-lo.

As pessoas nascem com um nível de colesterol bom (HDL) que se mantém durante a vida, embora alguns fatores podem melhorá-lo: atividade física, principalmente aeróbica (caminhada, bicicleta, esteira, hidroginástica), e ingestão de peixes (salmão, atum), nozes, amêndoas, amendoim.

Não existem remédios eficazes que comprovem um aumento significativo do colesterol HDL nem comprovação que este aumento previna a cardiopatia.

 

Dr. Antonio Vicente Aita (CRM 6444)
Cardiologista e Ecocardiografista do Instituto do Coração – ICOR


Por que idosos que são acometidos de derrame cerebral, frequentemente, ficam em estado comatoso?

Geralmente, os pacientes idosos têm aterosclerose difusa com acometimento maior do fluxo sanguíneo cerebral. Quando ocorre um “derrame” (AVC), os pacientes já têm episódios anteriores de isquemias cerebrais.

Então, a probabilidade de sequelas incapacitantes são maiores, ainda, muitas vezes, ficam dependentes de respiração artificial, em ambiente hospitalar, suscetíveis à infecções que quase sempre determinam o óbito.

 

Dr. Arnoldo Azevedo dos Santos  (CRM 13677)
Cardiologista e Hemodinamicista do Instituto do Coração – ICOR


Como identificar quando uma pessoa está convulsionando? O que acontece no organismo?

A convulsão se caracteriza por perda súbita da consciência ou precedida de abalos musculares na face ou membros. Logo ocorre queda ao solo se a pessoa estiver em pé, seguido de movimentos contraturais dos músculos do corpo. Isso dura uns cinco minutos, se acompanha de salivação, algumas vezes incontinência urinária ou fecal e coloração cianótica da pele.

 

 

Dr. Jorge Lauda Filho
Neurologista do HCAA


 


MARCA HORIZONTAL_ICOR.png 1

O Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR) é referência na área da saúde. Há mais de 20 anos cuida do coração da cidade e região oferecendo um atendimento ético, humanizado e de qualidade.

Últimas do Blog