Você está no

BLOG DO ICOR

Music-Store-Etsy-Banner-4.png
06/abr/2020

Existe um tratamento disponível para o coronavírus?

Atualmente, não há tratamento antiviral específico para esse novo coronavírus. O tratamento é, portanto, o que significa administrar líquidos, remédios para reduzir a febre e, em casos graves, oxigênio suplementar. Pessoas que ficam gravemente doentes com o COVID-19 podem precisar de um respirador para ajudá-las a respirar. A infecção bacteriana pode complicar essa infecção viral. Os pacientes podem necessitar de antibióticos nos casos de pneumonia bacteriana, além do COVID-19. Os tratamentos antivirais usados para o HIV e outros compostos estão sendo investigados. 
Não há evidências de que suplementos, como vitamina C ou probióticos, ajudem a acelerar a recuperação.
Assim que os primeiros sintomas surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para obter um diagnóstico e iniciar o tratamento. Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência estadual para isolamento e tratamento. Os casos suspeitos leves que não necessitam de hospitalização, poderão ser acompanhados pela Atenção Primária, que instituem medidas de precaução domiciliar. Contudo, é necessário avaliar cada caso.
 

Loló e cocaína podem matar o coronavírus?

Não. Fake news recomendando o uso de drogas ilícitas e prejudiciais à saúde estão sendo enviadas via aplicativos de mensagens e redes sociais. Não existe qualquer comprovação científica sobre o uso de drogas como loló (mistura de éter e clorofórmio) ou cocaína no tratamento da doença. Pelo contrário: as drogas podem fragilizar ainda mais o sistema respiratório. Segundo o Ministério da Saúde, “até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus”.
 

Chá de erva-doce pode matar o coronavírus?

Não. Fake news com suposta orientação de médicos do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo e do Hospital São Domingos já foram desmentidas pelas instituições. Mensagens falsas que citavam o chá de erva-doce como cura para o vírus H1N1 em 2018 voltaram a circular após a confirmação de casos de coronavírus no Brasil. Não há nenhuma comprovação científica quanto ao seu uso como medicamento contra o H1N1 ou com o mesmo efeito do Tamiflu.
Segundo o Ministério da Saúde, “até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus”.
 

Prevenção

Como prevenir o coronavírus?

Ainda não existe uma vacina para prevenir a infecção por coronavírus. As orientações de prevenção são as mesmas de outras doenças de transmissão via respiratória.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes ou com sintomas de infecção respiratória aguda (tosse, coriza, febre)
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, por pelo menos 20 segundos, principalmente após ter contato direto com pessoas doentes e antes de se alimentar. Se não houver água e sabão, usar um antisséptico para as mãos à base de álcool em gel
  • Usar lenços descartáveis para higiene nasal (nada de lencinhos de pano!) e descartá-los logo após a utilização
  • Cobrir nariz e boca sempre que for espirrar ou tossir de preferência com um lenço de papel (e descartar no lixo) 
  • Na falta de lenço de papel, preferir usar o braço para cobrir nariz e boca. Evite cobrir com a mão, pois é mais comum encostar em outras pessoas ou objetos com ela 
  • Se usar as mãos para cobrir, lave-as sempre após tossir ou espirrar
  • Evitar tocar em olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas
  • Manter ambientes muito bem ventilados 
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como copos, garrafas e talheres
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies que sejam tocados com frequência
  • Evitar contato com animais selvagens ou doentes
  • Evitar cumprimentar pessoas com apertos de mão. Prefira um aceno acompanhado de um sorriso

 

 

Fonte: Via- Unimed Brasil, Ministério da Saúde, Hospital Albert Einstein, Hospital São Domingos, UOL Notícias

 
 
 

Faça a sua parte e previna-se!
O Icor estará sempre disponível para o ajudar!

📌 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 105 – Policlínica Wilson Aita.
📞 (55) 3217-1919

📌 Rua Pinheiro Machado, 2380. Bloco A. Salas 203 e 204.
📞 (55) 3222-1333

📌 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222-9888

Ou fale conosco através dos nossos canais digitais:
📧 icor@icor.com.br
🌐 http://www.icor.com.br/

 

 
 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


999.png
06/abr/2020

O que significa um caso suspeito de COVID-19?
O Ministério da Saúde classifica casos como suspeitos de COVID-19 em duas situações: 
 
Situação 1 – VIAJANTE: pessoa que apresente febre E pelo menos um dos sinais ou sintomas respiratórios (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia) E com histórico de viagem para país com transmissão sustentada OU área com transmissão local nos últimos 14 dias; 
 
OU 
 
Situação 2 – CONTATO PRÓXIMO: Pessoa que apresente febre OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia) E histórico de contato com caso suspeito ou confirmado para COVID-19, nos últimos 14 dias. 
 

O que significa um caso provável de COVID-19?

CONTATO DOMICILIAR: Pessoa que manteve contato domiciliar com caso confirmado por COVID-19 nos últimos 14 dias E que apresente febre OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia). 
Alerta-se que a febre pode não estar presente em alguns casos como, por exemplo, em pacientes jovens, idosos, imunossuprimidos ou que em algumas situações possam ter utilizado medicamento antitérmico. Nestas situações, a avaliação clínica deve ser levada em consideração e a decisão deve ser registrada na ficha de notificação.
 

Qual é o período de incubação do coronavírus?

Um período de incubação é o tempo entre ser infectado e o início dos sintomas da doença. As estimativas atuais sugerem que os sintomas do COVID-19 geralmente aparecem em cerca de cinco dias ou menos na maioria dos casos, mas o intervalo pode estar entre um e 14 dias.
 

Como é confirmado este novo coronavírus?

Conforme orientação do Ministério da Saúde, um teste especializado deve ser feito para confirmar que uma pessoa tem COVID-19. Este teste é realizado a partir da coleta de amostras de secreções respiratórias de pacientes classificados como casos suspeitos de COVID-19. As amostras são encaminhadas para os laboratórios centrais da Saúde Pública dos Estados (Lacen) para realização de exames de biologia molecular para detecção de RNA viral. 
 

Posso fazer exames preventivos?

Se não houver sintomas, não há necessidade do exame específico. 
 

Tive contato com alguém que viajou para algum dos países com casos. O que fazer?

Se nem você nem a pessoa apresentaram sintomas, não é preciso fazer exames específicos. O exame específico é chamado de PCR em tempo real para o coronavírus. Esse exame só é indicado para pacientes sintomáticos (febre e tosse) que retornaram de viagem internacional recente nos últimos 14 dias. 
 

Como diferenciar gripe comum de COVID-19?

Os sintomas são semelhantes, o que vai definir o caso como suspeito é o fato de o paciente ter viajado para áreas de transmissão local ou ter estado em contato com alguém que o fez.
 

O que as pessoas devem fazer se acham que têm coronavírus ou se um filho possa estar infectado? 

Se você tem um médico de referência ou pediatra, ligue primeiro para ele para obter aconselhamento adequado. Se você não tem um médico e está preocupado que você ou seu filho possam ter coronavírus, você poderá entrar em contato com o Disque Saúde 136 – do Ministério da Saúde e obter a orientação adequada para o seu caso. 
É recomendável que somente pessoas com sintomas mais intensos de doença respiratória procurem atendimento médico no pronto-socorro. Os sintomas graves são batimento cardíaco acelerado, pressão arterial baixa, temperaturas altas ou muito baixas, confusão mental, dificuldade em respirar, desidratação grave. Idealmente ligue antes para informar ao pronto-socorro que você está vindo para que eles possam estar preparados para sua chegada.

Fonte: Via- Unimed Brasil, Ministério da Saúde, Hospital Albert Einstein, Hospital São Domingos, UOL Notícias

Faça a sua parte e previna-se!
O Icor estará sempre disponível para o ajudar!

📌 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 105 – Policlínica Wilson Aita.
📞 (55) 3217-1919

📌 Rua Pinheiro Machado, 2380. Bloco A. Salas 203 e 204.
📞 (55) 3222-1333

📌 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222-9888

Ou fale conosco através dos nossos canais digitais:
📧 icor@icor.com.br

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


Music-Store-Etsy-Banner-2.png
06/abr/2020

Como a COVID-19 é transmitida?

  • O coronavírus, que provoca a COVID 19, pode ser transmitido de uma pessoa para outra. A transmissão pode ocorrer através de gotículas de saliva ou muco, expelidos pela boca ou narinas quando uma pessoa infectada tosse ou espirra.
  • A transmissão também pode ocorrer através de partículas virais transferidas ao apertar as mãos ou compartilhar um objeto, como por exemplo beber no mesmo copo que um portador do vírus.  
  • Na maioria das vezes, é evidente se uma pessoa está doente, mas já houve relatos de portadores do vírus ainda sem sintomas aparentes e que já podiam transmitir a doença.
  • Segundo a OMS deve-se manter uma distância de pelo menos 1 metro da pessoa com sintomas evidentes. 
  • Quarentenas e restrições de viagens atualmente em vigor em muitos países também se destinam a ajudar a quebrar a cadeia de transmissão.
  • As autoridades de saúde pública podem recomendar outras abordagens para pessoas expostas ao vírus, incluindo isolamento em casa e monitoramento de sintomas por um período de tempo (geralmente 14 dias), dependendo do nível de risco de exposição.  
  • Novas pesquisas sobre as formas de transmissão ainda estão sendo realizadas e a OMS continuará compartilhando as descobertas atualizadas. 
 

Pessoas sem sintomas podem transmitir o coronavírus?

  • O risco de ser contaminado por uma pessoa sem sintomas é baixo. No entanto, muitas pessoas sentem apenas sintomas leves, especialmente nos estágios iniciais. 
  •  Por isso, é possível pegar COVID-19 de alguém que teve apenas uma tosse leve sem se sentir doente, por exemplo.
 

Produtos vindos da China podem conter o vírus?

  • Não. O Ministério da Saúde afirma que não há nenhuma evidência que produtos enviados da China para o Brasil tragam o novo coronavírus. Não há razão para suspeitar que os pacotes da China abrigam COVID-19. Lembre-se, este é um vírus respiratório semelhante ao da gripe. Não paramos de receber pacotes da China durante a temporada de gripe. Devemos seguir a mesma lógica para esse novo patógeno.
  • Entretanto, é possível que o vírus possa estar viável em superfícies frequentemente tocadas, como uma maçaneta de porta por exemplo, embora informações precoces sugiram que partículas virais provavelmente sobreviverão por apenas algumas horas, de acordo com a OMS.
  • Assim, as medidas preventivas pessoais, como lavar frequentemente as mãos com água e sabão ou com um desinfetante à base de álcool e limpar as superfícies frequentemente tocadas com desinfetantes ou um spray de limpeza doméstico, são altamente recomendáveis.
 

Humanos podem ser contaminados por coronavírus por fonte animal?

  • Coronavírus é uma família de vírus comuns em animais.
  • Ocasionalmente, pessoas são infectadas com esses vírus e podem transmitir para outras pessoas.
  • O vírus SARS-CoV, por exemplo, foi associado a civetas (uma espécie de gato selvagem) e o MERS-CoV a dromedários.
  • Possíveis fontes animais de COVID-19 ainda não foram confirmadas. 
  • Para se proteger, evite contato direto com animais selvagens e com superfícies em contato com eles e mantenha boas práticas de segurança alimentar ao manusear carnes cruas.
  • Não há evidências de que animais domésticos, como gatos ou cães, tenham sido infectados ou possam transmitir o vírus que causa a COVID-19.

 

 

Fonte: Via- Unimed Brasil, Ministério da Saúde, Hospital Albert Einstein, Hospital São Domingos, UOL Notícias

 

Faça a sua parte e previna-se!
O Icor estará sempre disponível para o ajudar!

📌 Rua José Bonifácio, 2355 – Sala 105 – Policlínica Wilson Aita.
📞 (55) 3217-1919

📌 Rua Pinheiro Machado, 2380. Bloco A. Salas 203 e 204.
📞 (55) 3222-1333

📌 Av. Presidente Vargas, 2291- Subsolo do Hospital de Caridade.
📞 (55) 3222-9888

Ou fale conosco através dos nossos canais digitais:
📧 icor@icor.com.br

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


ECODOPPLER.png
06/abr/2020

Entre os exames de diagnóstico do sistema venoso e arterial, o principal deles é o Ecodoppler colorido. Dotado de uma tecnologia de ponta e da utilização do ultrassom, o equipamento é capaz de reproduzir imagens de impressionante sensibilidade, especificidade e, acima de tudo, refletindo a dinâmica do organismo.

Ecodoppler Arterial de Membros

É um exame de ultrassonografia que tem por finalidade pesquisar as doenças nas artérias maiores de membros inferiores ou superiores. O exame auxilia na identificação da doença isquêmica periférica, no planejamento cirúrgico e no tratamento de afecções arteriais de membros.

 

Ecodoppler de Aorta Abdominal

É um exame não invasivo, realizado com ultrassom que tem como objetivo, estudar a posição anatômica, o tamanho e a forma da aorta abdominal, assim como, avaliar doenças ateroscleróticas, aneurisma e obstruções. Todo o processo do ecodoppler de aorta abdominal  é documentado com fotos e entregue ao paciente junto ao laudo.

Ecodoppler de Aorta e Ilíacas

A ultrassonografia com doppler colorido de aorta e ilíacas é um exame não invasivo, que permite analisar as artérias aorta e ilíacas e seu respectivo fluxo sanguíneo.

Avalia com mais precisão doenças, como: ateroscleróticas, aneurismas, obstruções, entre outras. O método não utiliza nenhum tipo de radiação e também não apresenta efeitos colaterais

Ecodoppler de Artérias Renais

É um exame de ultrassonografia (realizado nas artérias) com a finalidade de pesquisar o fluxo nas artérias renais, desde a aorta abdominal até o rim, procurando identificar áreas de estreitamento nestes vasos que, quando apresentam entupimentos, podem provocar elevação da pressão arterial.

Ecodoppler de Artérias Viscerais do Abdômen

Acima de 100 kg- Passar preparo do Ilíaco

É um exame de ultrassom muito utilizado na avaliação dos vasos sanguíneos e suas doenças. O procedimento é indolor, não invasivo e auxilia diagnosticar a causa dos sopros abdominais.  Além disso, investiga suspeitas de aneurisma nos vasos viscerais, de síndrome de compressão das artérias celíacas e de insuficiência intestinal.

Ecodoppler de Carótidas e Vertebrais

É um exame complementar de diagnóstico, não invasivo que utiliza a ultrassonografia para visualizar os vasos cervicais, artérias responsáveis por conduzir o sangue ao cérebro e face. O ecodoppler de carótidas e vertebrais  permite avaliar se há um espessamento do revestimento interno das artérias, a presença de placas de gordura e estreitamentos destes vasos.

Ecodoppler de Subclávias e Jugulares

O ecodoppler de subclávias e jugulares tem o propósito de estudar a circulação sanguínea das veias do pescoço. O exame permite detectar a presença de tromboses nessa região, (obstruções/ estreitamentos), assim como, auxilia na escolha de locais para colocação de cateteres centrais (quimioterapia/ hemodiálise).

Ecodoppler Vascular

O ecodoppler vascular também chamado de ultrassom vascular ou ecografia vascular, é um exame de ultrassonografia, não invasivo, rápido e que permite analisar o fluxo de sangue que circula nos vasos sanguíneos (veias e artérias) de diversas regiões do corpo, tais como:

  • Pescoço (carótidas)
  • Braços
  • Pernas
  • Abdome (órgãos abdominais)
  • Coração

 

Ecodoppler Venoso

É um exame de ultrassonografia, não invasivo que analisa o funcionamento das veias que drenam o sangue dos membros inferiores e superiores (braços e pernas) de volta ao coração.

O procedimento permite a visualização do sistema venoso profundo, superficial e de veias perfurantes do membro, aprimorando o diagnóstico e tratamento de varizes, as quais podem causar edema (inchaço) e desconforto nas pernas.

O Doppler Vascular tornou-se de extrema importância, que na prática, não se indicam mais cirurgias de varizes sem antes o paciente realizar o exame.

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


corrida.png
06/abr/2020

Agora no ICOR é possível analisar a saúde da artéria do paciente sem a necessidade de um exame invasivo.

 


Análise de Pressão Central: o exame avalia a idade vascular das artérias

Vantagens do EXAME:

  • Avaliação rápida ( cerca de 20 minutos)
  • Análise não invasiva
  • Paciente realiza o exame na clínica

 

AVALIE A SAÚDE ARTERIAL

 

 

  • A medida da Pressão Central e a Análise da Onda de Pulso trazem maior precisão diagnóstica e ajudam a otimizar o tratamento de seus pacientes.
  • A velocidade de Onda de Pulso é o padrão-ouro na avaliação da rigidez arterial.
  • O exame tem uma análise rápida, cerca de 20 minutos.

 

Fonte:  Dr. Diego Chemello 

 

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


cosa-sono-le-vene-varicose-1200x675.jpg
06/abr/2020

Temidas, na maioria das vezes, pelos aspectos estéticos as varizes são veias grandes e inchadas que geralmente aparecem nas pernas e nos pés. As causas para o seu aparecimento estão relacionadas com a má circulação do sangue no corpo. De acordo com o angiologista e cirurgião vascular, Dr. Jeferson Aita, uma forma natural de prevenir a doença é através de um boa alimentação, a base de fontes ricas em vitaminas e mineiras.

Segundo o especialista, alguns nutrientes encontrados no peixe, em produtos desnatados e integrais melhoram a circulação e auxiliam no combate as varizes. Assim como as fibras das verduras escuras.

Abaixo, algumas recomendações para você fazer a escolha certa na hora das refeições.


 

 

Na hora de compor seu prato dê preferência a peixes, peito de galinha ou de peru sem a pele.

Você pode consumir, mas com moderação, carne escura de galinha ou peito do peru, carne magra do boi, vitela, porco, cordeiro, camarão, siro, mariscos e mexilhões.

O ideal é evitar carnes gordas de boi, porco, cordeiro e ovelha, além de miúdos- fígado, rim, miolos, pele de galinha, embutidos, linguiça, presunto gordo e salsicha.

 

 


 

Com os produtos lácteos também é importante dar uma atenção especial. Opte por leite e iogurtes desnatados, queijos magros- tipo minas e ricota.

Vale lembrar que o leite semidesnatado pode ser consumido, mas com moderação.

Recomenda-se evitar o leite e iogurtes integral, queijos amarelos e gordos, creme de leite, nata, manteiga, sorvete de nata ou creme, molhos com queijos ou creme de leite.

 

 

 


 

As gorduras e os óleos também podem ser controlados.

O ideal é consumir os óleos vegetais de milho, arroz, soja, girassol, oliva e margarina cremosa.

Já a margarina dura deve ser consumida com moderação.

E para os adoradores de bacon, banha, manteiga e frituras em geral a recomendação é evitar!

 

 


 

 

Com os ovos a indicação é consumir somente a clara, evitando a gema, omeletes e maionese.

 

 

 

 

 


 

No caso das verduras, legumes e cereais também exitem restrições. 

Na hora de fazer a feira coloque no carrinho verduras e legumes em geral, arroz, feijão, lentilha, massa sem ovo, milho, aipim cozido e todos os tipos de pães. O consumo de biscoitos e panquecas deve ser com moderação.

Já as massas com ovos, pizza, feijoada com carnes gordurosas, alimentos preparados com gordura animal, croassant, waffles, pasteis e sonhos devem ser EVITADOS nas refeições.

 


 

Com as FRUTAS a única restrição é quanto o consumo de ABACATE e COCO.

As demais frutas podem ser consumidas, mas nada em exagero.

 

 

 

 


 

 

É quase impossível não sentir vontade de comer uma sobremesa depois do almoço, não é mesmo?

Por isso, dê preferência as gelatinas,  as frutas, sorvete de frutas, bolo preparado com clara, farinha e açúcar.

Mesmo que seja um tentação, é importante evitar os doces, bolos, tortas preparadas com nata, gema ou chocolate, sorvete de creme ou de nata e pudim.

 

 


 

E para finalizar as sugestões não podemos deixar de fora os chás, o café, a mostarda, o Ketchup, o vinagre e temperos.

Já o amendoim, o caju, as nozes e amêndoas devem ser consumidas com moderação.

E mesmo que muitos sejam chocólatras assumidos, a recomendação para não ter problemas com a circulação é que se evite chocolate.

Fonte: Diário BEM-VIVE
Referência: Dr. Jeferson Aita | CRM 23730
Angiologista e Cirurgião Vascular ICOR

 

 


Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


chuuuuu32-1200x800.jpg
06/abr/2020

1. TENHA HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS 

Reduza o consumo de gorduras, frituras e industrializados. Dê preferência às frutas, alimentos integrais, verduras e laticínios desnatado.

Sementes de linhaças, nozes e salmão são alimentos ricos em ômega 3, contêm ácidos graxos que ajudam a preservar a saúde do coração e reduz o risco de morte por infarto.

 

 


2. PRATIQUE EXERCÍCIOS FÍSICOS 

 

Se não houver restrições médicas, caminhe, corra, nade, ande de bicicleta, entre outras.

A prática de atividades físicas com frequência ajuda o coração a bombear sangue com mais eficiência pelo corpo deixando as artérias e vasos mais flexíveis e saudáveis.

 

 


3. CUIDE SEU PESO 


A obesidade aumenta o risco de morte por doenças relacionadas ao coração. Isso porque ela causa uma série de alterações no metabolismo e favorece doenças como hipertensão, colesterol alto e diabetes.

 

 

 


4. CUIDE DO COLESTEROL


O colesterol é um dos principais fatores de riscos para o coração, pois pode causar acúmulo de gordura nas artérias dificultando a passagem do sangue pelo corpo.

 

 

 


5. CHEQUE SEMPRE A PRESSÃO ARTERIAL 

 

Verificar a pressão é a maneira mais fácil de detectar a hipertensão. É importante que pessoas de todas as idades verifiquem os níveis, pelo menos, uma vez ao ano.

 

 

 

 

 


6. CUIDE DA SAÚDE BUCAL 


Pesquisas mostram que bactérias provenientes da má higiene bucal podem entrar na corrente sanguínea e chegar até o coração. Elas proliferam-se e podem ocasionar diversas doenças cardíacas até a endocardite bacteriana.

 

 

 

 


7. DIMINUA O SAL 


O uso excessivo de sódio é um fator de risco para o aumento da pressão arterial e consequentemente, para problemas do coração. No lugar do sal invista em temperos para dar mais sabor ao seu prato.

Tenha o hábito de verificar a quantidade de sal nos rótulos dos alimentos.

 

 

 


8. BEBA BASTANTE ÁGUA 


Manter o corpo sempre hidratado ajuda o coração a bombear o sangue com mais facilidade.

 

 

 

 


9. DIMINUA O ESTRESSE 


O estresse é um sentimento normal, porém seu excesso é que se torna um fator de risco para o desencadeamento de doenças cardiovasculares.

A preocupação, o desconforto, sensações de medo, irritação, frustração e nervoso são alguns sintomas característicos do estresse.

 

 

 

 


 

10. PARE DE FUMAR 

Fumar danifica as artérias, eleva a pressão arterial, o que também agride os vasos sanguíneos. Pessoas fumantes têm grandes chances de sofrer um infarto agudo do miocárdio, ter câncer, envelhecimento precoce e vários outros prejuízos.

 

 

 

 


11. EVITE O CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS 


O uso constante, descontrolado e progressivo de bebidas alcoólicas pode comprometer seriamente o bom funcionamento do organismo, levando à hipertensão arterial, dilatação do coração e arritmias cardíacas.

 

 

 


 

FATORES DE RISCO REVERSÍVEIS:

  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Hipertensão Arterial
  • Estresse
  • Álcool
  • Tabagismo
  • Colesterol elevado
  • Triglicerídeos aumentados
  • Diabetes

 

EXISTEM FATORES DE RISCO IRREVERSÍVEIS:

  • Idade
  • Sexo
  • Hereditariedade

 


Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


26-DE.jpg
06/abr/2020

O uso de drogas é um mal social em todo o mundo — cerca de 5% da população mundial entre 15 e 64 anos, usam drogas ilícitas.

Infelizmente os dados não mentem:

 o Brasil é o maior consumidor de crack do mundo e o segundo maior mercado mundial de cocaína e seus derivados.

O consumo de drogas ainda está associado a outros fatores agravantes: acidentes de trânsito e de trabalho, violência domiciliar e crescimento da criminalidade. Ou seja, é um desafio que ultrapassa as barreiras da saúde.

Depende de todos nós, como sociedade, alertarmos dos riscos do uso indevido das drogas e buscar soluções para evitar o aumento nas estatísticas.

 


 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


ThinkstockPhotos-497710721.-fetal-echocardiogram_930_475_72_s_c1_c_c.jpg
06/abr/2020

O período da gestação é um momento mágico e único para as mamães. Nesta etapa da vida elas ficam ansiosas a cada exame para saber o desenvolvimento do bebê, e alguns nomes de exame solicitados pelo médico chegam a assustar as mamães. Um deles é o ecocardiograma fetal, que avalia as estruturas e funções do coração do bebê durante a gestação. O procedimento é seguro, não oferece riscos para a gestante nem para o bebê. Também possibilita os benefícios de um diagnóstico precoce e de um tratamento eficaz das cardiopatias fetais. Dessa forma, certas doenças cardíacas fetais como a arritmia podem ser tratadas ainda dentro do útero.

Através do exame é possível identificar malformações cardíacas, fazer o acompanhamento de fetos com problemas cardíacos, aconselhamento genético-cardiológico para os pais e planejamento do parto em hospital com estrutura adequada em cardiologia pediátrica e cirurgia cardíaca.


O que é um ecocardiograma fetal?

O ecocardiograma fetal com mapeamento de fluxo a cores é um exame de ultrassom realizado durante a gestação para diagnosticar possíveis problemas cardíacos no feto. Uma pequena sonda chamada transdutor  é colocada no abdômen da mãe e envia ondas sonoras ultrassônicas a uma freqüência muito alta para ser ouvida. O transdutor pega as ondas refletidas e as envia para um computador. O computador interpreta os ecos em uma imagem das paredes e válvulas do coração.

Qual a função do exame?

O ecocardiograma fetal é importante para descobrir se existe alguma doença congênita, que ao ser detectado precocemente, e caso necessite de intervenção cirúrgica após o parto, ajudará o médico a recomendar um hospital com infraestrutura necessária para o atendimento imediato ao bebê após o nascimento. Até mesmo, se for necessário começar um tratamento ainda no útero da mãe devido a certas doenças cardíacas fetais, como a arritmia.

Como é feito o ecocardiograma fetal?

O exame é realizado por um cardiologista pediátrico. Aqui no ICOR, o exame é feito tipicamente colocando a sonda sobre o abdômen da mãe para visualizar o coração fetal, e não é necessária incisão no útero.

Quando é recomendado fazer o ecocardiograma fetal?

O exame pode ser feito a partir de 20 ª semana de gestação, porém a melhor época é com 28ª semana de gestação.

É um exame obrigatório para gestantes em casos especiais, como:

  • gestantes diabéticas;
  • hipertensas;
  • cardiopatas;
  • com idade maior que 40 anos;
  • que façam uso de medicamentos prejudiciais ao feto,
  • com alterações no ultrassom,
  • com alterações nos batimentos cardíacos fetais, ou sempre que o obstetra achar necessário.

Qual a duração do exame?

O eco fetal tem duração de cerca de 15 minutos.

Existem casos em que o exame precisa ser feito precocemente ou com maior frequência?

? Em casos de cardiopatia congênita na família do pai ou da mãe e filhos anteriores nascidos com doença cardíaca.

? Quando a gestante adquirir certas infecções que podem comprometer a formação do coração, como toxoplasmose, rubéola e citomegalovirose.

? Se a mamãe fez uso de medicações que podem ser associadas ao desenvolvimento de doença cardíaca fetal, principalmente quando utilizadas nos primeiros meses de gestação. Nestes casos, o obstetra encaminha a gestante para uma avaliação, sendo necessário este exame.

? Como na maioria das vezes as doenças ocorrem em fetos que não apresentam quaisquer fatores de risco, o coração fetal deve ser rastreado sistematicamente pelo ultrassonografista.

? Em caso de qualquer suspeita, o médico encaminhará a gestante para uma avaliação especializada.

? Gestantes com idade superior a 35 anos merecem uma avaliação pré-natal mais rigorosa devido às maiores chances de malformações fetais. Por este motivo, muitos obstetras têm incluído o ecocardiograma fetal entre os exames de rotina nesse grupo de pacientes.

 


 

MÉDICO QUE REALIZA O EXAME NO  ICOR:
Dr. Marcelo Souza Pinto- Cardiologista/ Ecocardiografista (CRM 22593)

LOCAL DO EXAME: 
ICOR – CARDIO CENTRO / Unid. PINHEIRO MACHADO
Rua Pinheiro Machado, número 2380, bloco A, SALA 204.
Contato: (55) 3222 1333

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


MARCA HORIZONTAL_ICOR.png 1

O Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR) é referência na área da saúde. Há mais de 20 anos cuida do coração da cidade e região oferecendo um atendimento ético, humanizado e de qualidade.

2018 ICOR. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Rede de Empreendedores.