Você está no

BLOG DO ICOR

tamires-1-1-1200x675.png
11/dez/2019

Um ataque cardíaco é a morte de um segmento do músculo cardíaco causado por uma perda de suprimento de sangue. O sangue é geralmente cortado quando uma artéria que supre o músculo cardíaco é bloqueada por um coágulo sanguíneo. Se algum músculo cardíaco morre, a pessoa sente dor no peito e instabilidade elétrica no tecido do músculo cardíaco.

Fatos rápidos sobre ataques cardíacos:

  • Durante um ataque cardíaco, o músculo cardíaco perde o suprimento de sangue e é danificado.
  • Desconforto no peito e dor são sintomas comuns.
  • O risco de ataque cardíaco aumenta quando um homem tem mais de 45 anos e uma mulher tem mais de 55 anos.
  • Fumar e obesidade são grandes fatores, particularmente na faixa etária em risco.

Sintomas

Existem sintomas claros de um ataque cardíaco que exigem atenção médica imediata. Uma sensação de pressão, aperto, dor, aperto ou dor no peito ou nos braços que se espalham pelo pescoço, mandíbula ou dorso pode ser um sinal de que uma pessoa está tendo um ataque cardíaco.

A seguir estão outros possíveis sinais e sintomas de um ataque cardíaco que ocorre:

  • tosse
  • náusea
  • vômito
  • dor torácica esmagadora
  • tontura
  • falta de ar chamada dispneia
  • cara parecendo cinza na cor
  • um sentimento de terror que a vida está acabando
  • sentindo-se horrível, geralmente
  • inquietação
  • sentindo-se úmida e suada
  • falta de ar

Mudar de posição não alivia a dor de um ataque cardíaco. A dor que uma pessoa sente é normalmente constante, embora às vezes possa ir e vir.

Tratamento

Quanto mais rápido alguém for tratado quando tiver um ataque cardíaco, maiores serão as chances de sucesso. Nos dias de hoje, a maioria dos ataques cardíacos pode ser tratada de forma eficaz. No entanto, é crucial lembrar que a sobrevivência de uma pessoa depende em grande parte da rapidez com que ela chega ao hospital. Se uma pessoa tem um histórico de ataques cardíacos, deve falar com um médico sobre os planos de tratamento.

Prevenção

A melhor maneira de prevenir um ataque cardíaco é ter um estilo de vida saudável. Medidas para uma vida saudável incluem o seguinte:

  • não fume
  • comendo uma dieta equilibrada e saudável
  • fazendo muito exercício
  • dormir bastante de boa qualidade
  • manter o diabetes sob controle
  • mantendo o consumo de álcool baixo
  • manter o colesterol no sangue em níveis ótimos
  • manter a pressão arterial em um nível seguro
  • manter um peso corporal saudável
  • evitando estresse sempre que possível
  • aprendendo a administrar o estresse

Pode ser útil que as pessoas aprendam mais sobre os sinais de alerta de um ataque cardíaco também.

Diagnóstico

Qualquer médico, enfermeiro ou profissional de saúde enviará alguém diretamente ao hospital se suspeitar que esteja sofrendo um ataque cardíaco. Uma vez lá, vários testes podem ser feitos, incluindo:

  • ECG ou eletrocardiógrafo
  • testes de enzimas cardíacas
  • Raio-x do tórax

Causas

Os seguintes fatores estão associados ao aumento do risco de ataque cardíaco:

  • Idade: Os ataques cardíacos são mais prováveis ​​quando o homem tem mais de 45 anos e quando a mulher tem mais de 55 anos.
  • Angina: Isso causa dor no peito devido à falta de oxigênio ou suprimento de sangue ao coração.
  • Níveis elevados de colesterol: Estes podem aumentar a chance de coágulos sanguíneos nas artérias.
  • Diabetes: Isso pode aumentar o risco de ataque cardíaco.
  • Dieta: Por exemplo, consumir grandes quantidades de gorduras saturadas pode aumentar a probabilidade de um ataque cardíaco.
  • Genética: Uma pessoa pode herdar um risco maior de ataque cardíaco.
  • Cirurgia cardíaca: isso pode levar a um ataque cardíaco mais tarde.
  • Hipertensão: A pressão alta pode causar tensão desnecessária no coração.
  • Obesidade: Estar significativamente acima do peso pode pressionar o coração.
  • Ataque cardíaco anterior .
  • Fumar: Os fumantes correm um risco muito maior do que os não fumantes.
  • HIV: As pessoas que são seropositivas têm um risco 50 por cento maior.
  • Estresse no trabalho: aqueles que trabalham em turnos ou têm trabalhos estressantes podem enfrentar um risco maior de ataque cardíaco.

A inatividade física é um fator no risco de ataque cardíaco, e quanto mais ativas as pessoas, menor o risco de ter um ataque cardíaco. Muitas vezes, quando isso ocorre, um ataque cardíaco é causado por uma combinação de fatores, em vez de um único.

 

Consulte seu médico, realize exames periódicos.
Cuide do seu coração! ❤️ 

Fonte: Medical News Today

 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis.

Além disso, contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


chuuuuu32-1200x800.jpg
11/dez/2019

1. TENHA HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS 

Reduza o consumo de gorduras, frituras e industrializados. Dê preferência às frutas, alimentos integrais, verduras e laticínios desnatado.

Sementes de linhaças, nozes e salmão são alimentos ricos em ômega 3, contêm ácidos graxos que ajudam a preservar a saúde do coração e reduz o risco de morte por infarto.

 

 


2. PRATIQUE EXERCÍCIOS FÍSICOS 

 

Se não houver restrições médicas, caminhe, corra, nade, ande de bicicleta, entre outras.

A prática de atividades físicas com frequência ajuda o coração a bombear sangue com mais eficiência pelo corpo deixando as artérias e vasos mais flexíveis e saudáveis.

 

 


3. CUIDE SEU PESO 


A obesidade aumenta o risco de morte por doenças relacionadas ao coração. Isso porque ela causa uma série de alterações no metabolismo e favorece doenças como hipertensão, colesterol alto e diabetes.

 

 

 


4. CUIDE DO COLESTEROL


O colesterol é um dos principais fatores de riscos para o coração, pois pode causar acúmulo de gordura nas artérias dificultando a passagem do sangue pelo corpo.

 

 

 


5. CHEQUE SEMPRE A PRESSÃO ARTERIAL 

 

Verificar a pressão é a maneira mais fácil de detectar a hipertensão. É importante que pessoas de todas as idades verifiquem os níveis, pelo menos, uma vez ao ano.

 

 

 

 

 


6. CUIDE DA SAÚDE BUCAL 


Pesquisas mostram que bactérias provenientes da má higiene bucal podem entrar na corrente sanguínea e chegar até o coração. Elas proliferam-se e podem ocasionar diversas doenças cardíacas até a endocardite bacteriana.

 

 

 

 


7. DIMINUA O SAL 


O uso excessivo de sódio é um fator de risco para o aumento da pressão arterial e consequentemente, para problemas do coração. No lugar do sal invista em temperos para dar mais sabor ao seu prato.

Tenha o hábito de verificar a quantidade de sal nos rótulos dos alimentos.

 

 

 


8. BEBA BASTANTE ÁGUA 


Manter o corpo sempre hidratado ajuda o coração a bombear o sangue com mais facilidade.

 

 

 

 


9. DIMINUA O ESTRESSE 


O estresse é um sentimento normal, porém seu excesso é que se torna um fator de risco para o desencadeamento de doenças cardiovasculares.

A preocupação, o desconforto, sensações de medo, irritação, frustração e nervoso são alguns sintomas característicos do estresse.

 

 

 

 


 

10. PARE DE FUMAR 

Fumar danifica as artérias, eleva a pressão arterial, o que também agride os vasos sanguíneos. Pessoas fumantes têm grandes chances de sofrer um infarto agudo do miocárdio, ter câncer, envelhecimento precoce e vários outros prejuízos.

 

 

 

 


11. EVITE O CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS 


O uso constante, descontrolado e progressivo de bebidas alcoólicas pode comprometer seriamente o bom funcionamento do organismo, levando à hipertensão arterial, dilatação do coração e arritmias cardíacas.

 

 

 


 

FATORES DE RISCO REVERSÍVEIS:

  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Hipertensão Arterial
  • Estresse
  • Álcool
  • Tabagismo
  • Colesterol elevado
  • Triglicerídeos aumentados
  • Diabetes

 

EXISTEM FATORES DE RISCO IRREVERSÍVEIS:

  • Idade
  • Sexo
  • Hereditariedade

 


Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


26-DE.jpg
11/dez/2019

O uso de drogas é um mal social em todo o mundo — cerca de 5% da população mundial entre 15 e 64 anos, usam drogas ilícitas.

Infelizmente os dados não mentem:

 o Brasil é o maior consumidor de crack do mundo e o segundo maior mercado mundial de cocaína e seus derivados.

O consumo de drogas ainda está associado a outros fatores agravantes: acidentes de trânsito e de trabalho, violência domiciliar e crescimento da criminalidade. Ou seja, é um desafio que ultrapassa as barreiras da saúde.

Depende de todos nós, como sociedade, alertarmos dos riscos do uso indevido das drogas e buscar soluções para evitar o aumento nas estatísticas.

 


 

Aqui no Icor, você encontra a melhor assistência e qualidade no atendimento. Nossas unidades realizam  exames cardiológicos, vasculares, de cateterismo cardíaco e vascular com diagnósticos seguros e confiáveis. Além disso,  contamos com uma equipe médica altamente qualificada. São profissionais com grande experiência nas suas áreas de atuação e um quadro de funcionários que fornecem todo o suporte que o paciente merece e busca na hora de realizar seus exames.

Acesse nosso site e confira a lista completa de exames e os nossos profissionais.


chima.jpeg
11/dez/2019

Consumo diário de 100 gramas da erva diminui 29% dos níveis de colesterol e 62% nos triglicerídeos, mas é preciso saber como servir a bebida para que o consumo seja seguro e saudável.


Muito mais do que um hábito da população do Sul do Brasil, a tradição de tomar chimarrão também faz bem à saúde. Estudos comprovam que a erva-mate, que pode ser consumida como chimarrão ou chá, traz diversos benefícios às funções orgânicas. Os principais componentes da planta atuam como auxiliar em dietas, como diurético, digestivo e também ajudam no tratamento da fadiga funcional.

De acordo com um estudo feito recentemente pela Feevale de Novo Hamburgo (RS), o mate, além de estimulante, também faz bem ao coração. O trabalho coordenado pela biomédica Rejane Giacomelli mostra que o uso diário de 100 gramas da erva-mate pode causar a diminuição de 29% dos níveis de colesterol e de 62% nos triglicerídeos, afastando os riscos de problemas cardíacos.

Mas de nada adianta consumir a erva como chimarrão se você não souber como servir a bebida. O porongo, material utilizado na fabricação de cuias, é muito poroso, absorve umidade e provoca o acúmulo de resíduos e a proliferação de bactérias, tornando-se uma ameaça à saúde. Já as cuias de cerâmica, são as melhores opções para o consumo, pois além de serem atóxicas e livres de metais pesados, as cuias ajudam a preservar a temperatura da bebida, otimizando o aroma e o sabor da erva.

A MondoCeram – marca que pertence ao grupo Ceraflame – tem em seu mix de produtos diferentes opções de cuias. Todas são fabricadas em cerâmica, atóxicas, fáceis de lavar e não acumulam mau cheiro e resíduos. No portfólio da indústria estão oito modelos do produto: Cuia Rio Grande do Sul 280, 350 e 500 ml, Cuia Santa Catarina 350 ml, Cuia Tropeiro Branca, marrom, marrom escura e clara 350 ml. Além disso, a MondoCeram também oferece ao mercado porta erva com capacidade para 0,5 kg, disponível em duas cores.

Segundo a fabricante, os produtos são fabricados em um processo de alta tecnologia. As cuias de cerâmica são fabricadas com matéria prima de primeira qualidade e a decoração das peças é feita manualmente, tudo para garantir um resultado único e exclusivo aos produtos.

 

 

Fonte: Guia Viver Bem


MARCA HORIZONTAL_ICOR.png 1

O Instituto do Coração de Santa Maria (ICOR) é referência na área da saúde. Há mais de 20 anos cuida do coração da cidade e região oferecendo um atendimento ético, humanizado e de qualidade.

Últimas do Blog

2018 ICOR. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Rede de Empreendedores.